Sustentabilidade: projeto desenvolve casa construída com rejeitos de mineração

(Foto: Divulgação)

Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) desenvolveram uma forma de construir casas a partir da reutilização de rejeitos de mineração – material que geralmente é depositado em barragens junto com outras substâncias tóxicas que ameaçam a saúde do ecossistema. O projeto, desenvolvido em parceria com a empresa siderúrgica brasileira Gerdau, deu origem a uma construção de 48 metros quadrados nomeada de Casa Sustentável.

O estudo foi voltado ao desenvolvimento de uma forma inovadora de produzir blocos, tijolos, cimento e argamassa. O grupo do departamento de Engenharia da universidade conseguiu formar todos os materiais com muita qualidade a partir de areia, ferro e pozolana, que juntos se tornaram um fino pó de rochas. Foram utilizadas 20 toneladas de rejeito vindas de uma barragem da mineradora Gerdau, na região de Ouro Preto (MG).

O material inovador foi utilizado nas paredes, tetos, piso e até na bancada da cozinha, que foi inteiramente construída com a mistura desenvolvida pela UFMG. Mas as soluções ecológicas da casa não param por aí. A residência reúne outras tecnologias que a tornam 100% sustentável, como um sistema de tratamento de esgoto ecológico, energia solar e piso permeável nas áreas externas, para que a água não se acumule e a saúde do solo seja mantida.

(Foto: Divulgação)

A forma de produção utilizada no projeto tem grandes chances de ser adotada pela indústria da construção civil, porque o reaproveitamento de materiais que são descartados no processo de mineração, além de contribuir para a segurança do ecossistema, também é financeiramente viável. De acordo com os pesquisadores, o novo método é cerca de dez vezes mais barato do que o convencional. Eles dizem ainda que, como a tecnologia é nova, pode ser apenas questão de tempo para que a grande indústria adote essa alternativa definitivamente.

Para o Diretor de Mineração e Matérias-Primas da Gerdau, Wendel Gomes, a Casa Sustentável tem potencial para promover avanços significativos não só no setor da construção civil, como também na mineração. “A mineração é um setor importante para a economia nacional e a base de muitos produtos que estão presentes em nosso cotidiano. Por isso, nós desenvolvemos a atividade de forma responsável, buscando constantemente soluções que tornem sua gestão inteligente e sustentável. Essa iniciativa, ainda em modelo experimental, é a prova de que com investimento e tecnologia é possível transformar o que era desafio para o setor em novas oportunidades para as empresas e para a comunidade de uma forma geral”, diz ele no site da empresa.