Capim vira matéria-prima para fabricação de canudos biodegradáveis

(Foto: Divulgação)

O combate aos canudos plásticos tem estimulado a sanção de leis mais rigorosas e a criação de novos produtos biodegradáveis, como o canudo de capim desenvolvido pelo vietnamita, Tran Minh Tien.

O capim, usado na produção, cresce naturalmente ao longo do Delta do Rio Mecom.  A parte interna é limpa por uma barra de ferro e depois é lavado.

São produzidos dois tipos de canudos pela Ống Hút Cỏ: o “verde” – que dura até duas semanas na geladeira, mas pode ter sua vida útil estendida se fervido em casa com um pouco de sal – e o seco, que são deixados ao Sol para secar por 2 ou 3 dias no pós-lavagem e assados no forno. Com isso, sua vida útil pode chegar a até seis meses.

O canudo é comestível, livre de produtos químicos e conservantes.

** Com informações da Bio Brazil Fair