Professor transforma banana em embalagem biodegradável

(Foto: Acervo pessoal)

O professor de biologia Robson Almeida da Silva desenvolveu o projeto “Embalagens sustentáveis de banana”, que transforma a biomassa da banana da prata em embalagens biodegradáveis.

A iniciativa venceu o prêmio nacional “Respostas para o amanhã” realizado pela Samsung para reconhecer os melhores projetos desenvolvidos por escolas públicas do ensino médio em todo o país.

Robson teve a ideia na cozinha de casa em Itabuna, na Bahia. Após preparar biomassa de banana, deixou o liquidificador sujo na pia, de um dia para o outro, devido a falta de água. No dia seguinte, o professor encontrou uma crosta dura e ficou curioso.

Através de pesquisas, ele encontrou produtos de biopolímeros feitos a partir de amido de batata, milho e mandioca, mas não de banana verde, fruta facilmente encontrada na região.

Robson então começou a desenvolver o projeto na biofábrica do Centro Estadual de Educação Profissional da Floresta e Chocolate Milton Santos, onde leciona. Hoje, produz copos descartáveis, canudos, potes, vasilhas e embalagens de sabão, que são usados em iniciativas locais.

Segundo Silva, o material leva cerca de 20 a 30 dias para se decompor na natureza, enquanto os produtos feitos de plástico podem demorar até mais de cem anos.

Chocolate orgânico

Além da produção de embalagens, a escola também produz o chocolate orgânico Terra Vista, certificado como gourmet desde 2014 pelo IBD. Atualmente, a biofábrica produz cerca de 3 mil barras por mês de chocolate.

** Com informações do Correio 24 horas