IPEMA – luta pela preservação da Mata Altântica

O Instituto de Permacultura e Ecovilas da Mata Atlântica é uma organização não-governamental criada em 1999 e instituída em 2003, com sede no município de Ubatuba, litoral norte do Estado de São Paulo. Desde sua criação vem realizando trabalhos que visam a preservação dos recursos naturais e humanos através da consolidação e difusão de práticas sustentáveis de moradia e agricultura desenvolvidas com base em princípios ecológicos.

O IPEMA possui em sua sede, localizada em meio à natureza exuberante da Mata Atlântica, no bairro do Corcovado em Ubatuba-SP, um Centro Experimental e Educacional de Permacultura- CEEP. Este espaço tem como função ser uma estação de difusão das técnicas permaculturais, além de ser um espaço propício para aprendizagem de novos paradigmas de construção de sociedade.

As atuações do IPEMA são direcionadas em duas linhas: uma delas desenvolvida no CEEP, com foco em atividades voltadas à sensibilização de pessoas por meio da disseminação da permacultura, para construção de valores éticos com o planeta e as pessoas. A segunda, com foco no fortalecimento das comunidades tradicionais da região, fomentando o protagonismo social, com a proposta de consolidar a cadeia produtiva da juçara e outras espécies nativas e de uso tradicional, aliando a produção agroflorestal e geração de renda à conservação da Mata Atlântica, para que atinjam sua sustentabilidade socioeconômica.

Considerando os nove anos de incentivo e apoio do IPEMA ao desenvolvimento e fortalecimento das comunidades, muitos avanços foram alcançados ao longo desta jornada. Do início do trabalho com enfoque na agricultura baseada em princípios ecológicos, diversificados, sustentáveis e socialmente justos de produção, além do resgate de variedades abandonadas, esquecidas ou mesmo perdidas ao longo das décadas, aos dias de hoje com a implementação de empreendimentos comunitários resultantes do estímulo aos arranjos produtivos e à organização familiar.

[responsive_vid]