92% da população mundial respiram ar poluído

(Foto: SXC)

Nesta terça-feira (27), a Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou um relatório em que indica que 9 em cada 10 pessoas no mundo vivem em locais com a qualidade do ar inadequada, o equivalente a 92% da população do planeta, sendo a poluição responsável por três milhões de pessoas mortas.

A qualidade do ar detectada nesses locais apresenta nível superior a 2,5 micrômetros, limite recomendado pela organização. De acordo com a OMS, estas partículas finas “incluem contaminantes como os sulfatos, os nitratos e a fuligem, que penetram profundamente nos pulmões e no sistema cardiovascular, o que representa um risco grave para a saúde humana”.

A absorção destas partículas pelo organismo provoca diversas doenças, sendo as cardiovasculares, os acidentes vasculares cerebrais (AVC) e o câncer de pulmão as principais causas de óbito. Em 2012, ocorreram 6.5 milhões de mortes em todo o mundo devido a contaminação do ar, segundo a OMS.

Para a diretora do departamento de Saúde Pública da OMS, Maria Neira, a poluição do ar também foi identificada como uma prioridade da saúde global na Agenda de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

“É necessário, de forma urgente, a adoção de medidas como transporte sustentável, gestão de rejeitos sólidos, uso de energias renováveis e a redução das emissões industriais para se enfrentar a contaminação do ar”, explica.

A pesquisa foi elaborada com base nos dados coletados em mais de 3 mil locais rurais e urbanos. O Brasil tem o desempenho menos negativo entre os países do BRICs, com 14 mortes por ano causadas por poluição do ar.

Para ler o estudo na íntegra, acesse: http://www.who.int/phe/publications/air-pollution-global-assessment/en/ (documento em inglês).

** Com informações da Veja.com