Casos de dengue aumentaram 130% em duas semanas

(Foto: Pixabay)

O Ministério da Saúde divulgou novo boletim epidemiológico sobre a incidência de casos relacionados ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, febre chikungunya e do zika vírus.

De acordo com os dados coletados entre 23 de janeiro e 06 de fevereiro, foram notificados 170.103 casos de dengue no Brasil, registrando um aumento de 130% em duas semanas, o equivalente a mais de 200 registros por hora no país, sendo que no ano passado, era de 120 por hora.

O relatório ainda aponta o crescimento no número de casos de dengue em todas as regiões do país. Segundo o boletim, a região Sudeste é a mais atingida pela doença, com 96.664 casos, seguida pelo Nordeste (25.636), Centro-Oeste (25.246), Sul (13.522) e Norte (9.035).

Apesar do crescimento de casos, o número de óbitos diminuiu para nove no Brasil desde o início do ano. Em comparação ao mesmo período em 2015, foram registrados 103 casos.

Segundo o boletim, não houve registro de óbitos em relação à febre chikungunya, encontrada em 14 estados brasileiros. Quanto ao Zika vírus, houve dois óbitos – um no Maranhão e outro no Pará.

** Com informações do jornal O Estado de S. Paulo