Bayer e Basf são condenadas a pagar US$265 milhões para agricultor

avião pulverizando a plantação
(Foto: Pixabay)

O tribunal de Cape Girardeay, no Missouri (EUA), condenou as empresas alemãs Bayer e Basf a pagar US$265 milhões para o agricultor norte-americano Bill Bader por destruir suas colheitas de pêssegos.

Na denúncia, Bader alegava que as duas empresas estimulavam os agricultores a usar o herbicida dicamba de forma irresponsável.

O agrotóxico dicamba é um dos mais vendidos nos Estados Unidos e um dos mais polêmicos. Especialistas apontam que o herbicida se expande facilmente e tende a matar as plantações nos campos vizinhos onde é utilizado.

Este é o primeiro julgamento nos Estados Unidos sobre o uso do agrotóxico. Agricultores de várias regiões do país já processaram a Bayer pelos danos causados pelo dicamba.

A Bayer afirmou, em um comunicado, que pretende apelar contra a sentença o mais rápido possível e que o dicamba é inócuo para as plantações se as instruções forem seguidas pelos agricultores.

A Basf também disse que deseja “utilizar todos os meios legais à disposição” para contestar a decisão.