Ceará proíbe pulverização aérea de agrotóxicos em lavouras

(Foto: Pixabay)

A nova lei foi sancionada pelo governador do Ceará, Camilo Santana é considerada uma vitória por movimentos populares que denunciam o uso abusivo de agrotóxicos no estado.

De autoria do deputado Renato Roseno, a lei recebeu o nome de Zé Maria do Tomé, em homenagem a José Maria Filho, trabalhador rural que foi assassinado pela sua atuação contra a pulverização aérea de agrotóxicos e a grilagem de terras públicas.

Um estudo epidemiológico da Universidade Federal do Ceará (UFC) concluiu que, desde 2006, 97% dos trabalhadores na Chapada do Apodi estão expostos de 4 a 30 ingredientes ativos de agrotóxicos diferentes e 60% dos trabalhadores foram intoxicados.

Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos

Para conscientizar a população sobre o uso indiscriminado dos agrotóxicos é celebrado em 11 de janeiro, o Dia do Controle da Poluição por Agrotóxicos.

Segundo dados preliminares do Censo Agropecuário 2017 do IBGE mostram que o uso de  número de agrotóxicos no país aumentou 20% em 11 anos e mais de 1,6 milhão de propriedades utilizam essas substâncias.

** Com informações do Brasil de Fato