Espírito Santo cria sistema de fiscalização de agrotóxicos

(Foto: Pixabay)

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) lançou um sistema informatizado para aumentar a fiscalização sobre o comércio de agrotóxicos no estado.

Com a tecnologia, será possível ter controle sobre as notas fiscais, o estoque dos produtos de todos os postos de venda autorizados e se o produto pode ser comercializado no estado, por exemplo.

Dos 2.280 agrotóxicos liberados no Brasil, 1.400 tipos estão cadastrados e autorizados para venda no Espírito Santo.

O sistema já está em uso por especialistas técnicos e deve ser disponibilizado para a população até novembro.

Segundo o Idaf, o erro mais comum é a aplicação do agrotóxico sem a receita agronômica ou diferente do que o recomendado para a plantação.

** Com informações da Gazeta Online