França retira licença de agrotóxico da Monsanto por medida de segurança

(Foto: REUTERS/ Benoit Tessier/ File Photo)

Um tribunal em Lyon, no sudeste da França, cancelou a licença concedida pela agência francesa ANSES, para uso do pesticida Roundup Pro 360, da Monsanto, por riscos à saúde

O herbicida à base de glifosato, chegou a ser proibido no Brasil no ano passado por uma liminar, mas depois de um mês foi derrubada.

O ingrediente ativo deve ser banido na França em até três anos. Recentemente, o país sancionou uma lei que proíbe a compra, o uso e o estoque de produtos químicos nos jardins e hortas particulares para diminuir o uso de agrotóxicos no país.

A Bayer, que comprou a Monsanto por US$63 bilhões, se defendeu com decisões regulatórias e estudos que comprovariam que o glifosato é seguro.

A empresa alemã também está enfrentando um processo nos Estados Unidos, em que um tribunal condenou a Monsanto por esconder dos consumidores que o glifosato pode causar câncer, como foi o caso do zelador da Califórnia.

** Com informações do G1