Pode o governo afirmar isso? Proibição do glifosato pode gerar “desobediência civil”

(Foto: Pixabay)

A afirmação do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, mostra de que lado o governo está na flexibilização dos agrotóxicos por lei. A fala aconteceu durante um evento no Rio de Janeiro.

Maggi disse ainda que, apesar de estar preocupado, confia na cassação da decisão judicial que determinou a suspensão do registro de todos os produtos que utilizam o glifosato e outras substâncias até que a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) conclua a reavaliação toxicológica.

“O glifosato é que dá toda viabilidade de fazer plantio e seguir com as culturas. E a alternativa qual seria? Voltar à grade e ao arado, e isso não tem mais nas fazendas, e ainda seria um desastre ecológico muito grande…”, disse.

Para o ministro, as críticas ao produto soam como “lenda urbana”.

A decisão de suspender o glifosato envolve empresas, como a Monsanto, que comercializa a soja transgênica resistente ao glifosato, plantada há anos em larga escala no Brasil.

** Com informações da Reuters