Pode pedir música? Monsanto é condenada pela terceira vez nos EUA

(Foto: REUTERS/ Benoit Tessier/ File Photo)

Um juri de Oakland, no oeste dos Estados Unidos, condenou a Monsanto a pagar US$2 bilhões ao casal Alberta e Alva Pilliod, que tiveram um câncer atribuído ao agrotóxico Roundup.

A indenização se soma a outros US$55 milhões concedidos para pagar despesas, danos morais e outros.

O Roundup é um agrotóxico a base de glifosato, principal ativo de herbicidas.

Esta é a terceira vez que a Monsanto é condenada pelo seu produto Roundup ser associado ao câncer, nos Estados Unidos. Em agosto do ano passado, o jardineiro Dwayne Johnson venceu a batalha judicial na Califórnia e, em março, um júri em São Francisco decidiu a favor de Edwin Hardeman, de 70 anos.

** Com informações da France Presse