Registro de defensivos agrícolas de controle biológico bate recorde no Brasil

(Foto: Pixabay)

O Brasil registrou, em 2020, 56 defensivos agrícolas de controle biológico. Este é o maior número de registros de produtos autorizados no país em um ano. Antes, o recorde havia sido em 2018, ano em que foram registrados 52 produtos.

Os defensivos agrícolas de controle biológico são produtos de baixo impacto ao meio ambiente, que utilizam agentes biológicos na sua formulação. Os produtos também contribuem para o aumento da sustentabilidade da agricultura nacional.

“É um recorde que contribui imensamente para a sustentabilidade da agricultura nacional, pois os produtos biológicos e microbiológicos não deixam resíduos nas culturas. São produtos formulados a partir de agentes biológicos de controle de pragas como vírus e bactérias que atacam somente as pragas da lavoura e não causam nenhum efeito tóxico ao ser humano ou ao meio ambiente”, disse Bruno Breitenbach, coordenador-geral de Agrotóxicos e Afins.

“Nossa expectativa é que até o final do ano mais produtos que utilizam agentes de controle biológicos ou bioquímicos na sua formulação sejam registrados, tornando o ano de 2020 o mais verde da história em termos de registro de produtos fitossanitários de baixo impacto”, disse.

Novos produtos

Nesta quinta-feira (20), o Ato nº 48 do Departamento de Sanidade Vegetal e Insumos Agrícolas da Secretaria de Defesa Agropecuária publicou mais 28 produtos formulados disponíveis para uso pelos agricultores.

Os novos produtos foram formulados a partir de ingrediente ativo inédito. A piroxasulfona é uma molécula herbicida que será utilizada para controle de plantas daninhas nas culturas do café, cana-de-açúcar, eucalipto, milho, pinus, soja, trigo, amendoim, batata, cevada, girassol e mandioca.

Outra novidade é registro da flubendiamida. Até hoje, havia apenas um produto formulado contendo essa molécula, produzido e comercializado por apenas uma companhia. Os demais produtos utilizam ingredientes ativos já registrados anteriormente no país.