Alimentação saudável pode combater a fome, diz FAO

(Foto: Freepik)

Adotar medidas mais rápidas e efetivas para estimular dietas mais saudáveis é essencial para zerar a fome, a obesidade e o sobrepeso no mundo até 2030. A conclusão é da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).

Entre as ações defendidas pela instituição estão: o incentivo aos agricultores, uma rotulagem de produtos mais simples e compreensiva para os consumidores, comércio com regras claras e o estímulo a pensar a nutrição como parte integrante da segurança alimentar.

Para o presidente do Fundo Internacional para o Desenvolvimento da Agricultura (IFAD), Gilbert Houngbo, é possível cumprir o compromisso de acabar com a fome através de uma transformação global dos sistemas alimentares, que promova a inclusão das mulheres, jovens e indígenas para contribuir com dietas mais saudáveis para todos.

Segundo o secretário-geral da ONU, Antonio Guterres, cerca de 820 milhões de pessoas no planeta não têm o que comer, enquanto um bilhão de toneladas de alimentos são desperdiçadas no mundo.

O chefe da ONU ressaltou que “o fim da pobreza extrema está no centro dos esforços do mundo para alcançar os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e construir um futuro sustentável para todos”. 

** Com informações do Globo Rural e da ONU.