Consumo de alimentos in natura aumentou 44,6% no Brasil

(Foto: nensuria/ Freepik)

Estudo do Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo (USP) constatou que houve um aumento de 44,6% no consumo de frutas, hortaliças e feijão no Brasil durante a pandemia de Covid-19.

A pesquisa, feita com 10 mil brasileiros, também mostrou o crescimento no consumo de alimentos ultraprocessados nas regiões Norte e Nordeste e entre pessoas de escolaridade mais baixa.

Segundo o coordenador do NutriNet Brasil, Carlos Monteiro, o aumento no consumo de alimentos in natura está relacionado com os brasileiros passando mais tempo em casa, cozinhando mais e com a preocupação em melhorar a alimentação e a imunidade.

O Nutrinet Brasil é um estudo ambicioso com pessoas de todas as regiões do Brasil para identificar características da alimentação brasileira que aumentam ou diminuem o risco de doenças muito frequentes, como obesidade, diabete, hipertensão, doenças do coração e câncer.