Embutidos podem ficar fora da merenda das escolas e creches de SP

(Foto: Reprodução)

A OMS coloca carnes processadas na lista de produtos cancerígenos, agora salsicha, mortadela, salame, chouriço e outros embutidos deverão, por lei, ser eliminados da composição da merenda das escolas e creches da cidade de São Paulo.

Projeto de Lei 587/2015 do vereador Gilberto Natalini (PV), apresentado na sessão plenária da última terça-feira (27), estende a proibição ao comércio de lanches e refeições no interior das escolas e creches e também àqueles servidos em festividades e eventos.

O vereador que é médico sempre alertou para o perigo da alimentação não balanceada. “Salsichas e outros tipos de carne processada e excesso de sal não são o que poderíamos chamar de alimentação saudável e aumenta o risco de doenças cardiovasculares”, orienta Natalini que é autor da Lei dos Orgânicos na merenda escolar e a ação contra o sobrepreço de salsichas compradas pela Secretaria de Educação.