Impactos ambientais do consumo de carnes e derivados

(Foto: Divulgação)

Nem bem a OMS divulgou que carne processada entrou para  a lista de produtos que podem causar câncer, um documento analisa a relação entre a criação de animais para consumo aos vários danos causados ao nosso bioma, clima e biodiversidade

Esse é o  tema central do dossiê Comendo o Planeta: Impactos Ambientais da Criação e do Consumo de Animais, livro foi produzido pela Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB) sob coordenação de Cynthia Schuck, doutora pela Universidade de Oxford, consultora científica e coordenadora do Departamento de Meio Ambiente da SVB, em parceria com a jornalista Raquel Ribeiro.

O relatório, que pretende ser um guia abrangente no assunto tanto para leigos como para especialistas, deixa claro que as crises ambientais que nos ameaçam são profundamente ampliadas pelo consumo de carnes e derivados.

No mundo, por ano, são criados e abatidos mais de setenta bilhões de animais terrestres, e uma quantidade ainda maior de animais aquáticos para consumo dos sete bilhões de seres humanos do planeta. A criação desses animais demanda terra, água, alimento e energia, e emite dejetos sólidos, líquidos e gasosos que irão poluir a água, o ar e o solo.  Gerando, por conseqüência, um grande impacto ambiental.

As informações apresentadas no dossiê são respaldadas por estudos científicos recentes e dados oficiais de instituições governamentais e de pesquisa.

A versão digital completa do livro está disponível gratuitamente para download no link: http://www.svb.org.br/publicacoes/livros.

A versão impressa custa R$ 10, e pode ser adquirida na loja da SVB: http://loja.svb.org.br/.