Pesquisadores criam manjericão com inteligência artificial

(Foto: Pixabay)

Para ter um manjericão mais saboroso, a erva deve ser exposta a 24 horas de luz. Essa é uma das conclusões do estudo desenvolvido pelo MIT e a empresa Cognizant.

Pesquisadores do Instituto usaram inteligência artificial para aumentar o sabor e a concentração de componentes do manjericão.

A erva foi cultivada em unidades hidropônicas dentro de contêineres com um ambiente controlado e os sabores testados geraram um banco de dados. As informações coletadas são enviadas para um sistema desenvolvido pelos pesquisadores.

A expectativa do grupo OpenAg do MIT MediaLab é “construir ferramentas em rede que possam replicar a experiência de uma planta, seu fenótipo, o conjunto de tensões que ela encontra e sua genética, e digitalizar toda essa informação para nos permitir entender a interação entre planta e ambiente”.

O próximo passo é desenvolver tecnologias que ajudem a combater doenças nas plantas e aumentem a capacidade de sobreviver às mudanças climáticas.

** Com informações da Época Negócios