Idec entrega petição a Anvisa sobre rotulagem de alimentos

(Foto: Pixabay)

O Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) entregou a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) uma petição com mais de 18 mil assinaturas em que propõe um novo modelo de rotulagem no Brasil.

A proposta do documento, elaborado em parceria com pesquisadores da Universidade Federal do Paraná, é colocar alertas na parte frontal da embalagem dos produtos ultraprocessados, melhorias na tabela nutricional e na lista de ingredientes.

Para o advogado do Idec Igor Britto, que fez a entrega da petição à Anvisa, esse ato representa a conclusão de um trabalho importante de mobilização da sociedade e de entidades científicas e técnicas.

“Estamos fazendo chegar ao órgão regulador responsável pela rotulagem no Brasil o nosso direito à informação correta sobre os alimentos”, afirma.

A inciativa do Idec vai contra a aprovação do Projeto de Lei da Câmara 34/2015, que retira o símbolo “T” da embalagem de produtos que contenham transgênicos em sua composição.

Desde 2008, o Instituto mantém uma campanha contra o fim da rotulagem de transgênicos, quando o PLC foi proposto pela primeira vez na Câmara dos Deputados. A campanha já coletou 94 mil assinaturas.

Além disso, mais de 15 mil pessoas já se manifestaram no portal do Senado defendendo a rejeição do PLC 34/2015 e mais de 20 moções de repúdio foram oficialmente enviadas aos senadores defendendo a rejeição desse Projeto de Lei.