Brasil adota nova metodologia para detectar Coronavírus

Foto microscópica do novo Coronavírus (Foto: NIAID/RML/AP)

O Ministério da Saúde divulgou, nesta segunda-feira (02), que o Brasil possui 433 casos suspeitos do novo Coronavírus (Covid-19), um aumento de 71% em relação aos dados do último domingo (1º). O país permanece com dois casos confirmados e 162 casos foram descartados desde o início do monitoramento.

São Paulo é o estado com o maior número de casos suspeitos, com 163 registros, cerca de 37% do total, e 48 descartados. Os dois casos confirmados são de brasileiros que estiveram recentemente na Itália.

Em seguida, estão o Rio Grande do Sul (73), Minas Gerais (48), Rio de Janeiro (42), Santa Catarina (36) e Distrito Federal (12). Os outros estados possuem menos de 10 casos suspeitos.

Para um caso ser considerado suspeito é necessário que o paciente tenha apresentado, além dos sintomas respiratórios, histórico de viagem ou contato com caso suspeito.

Nova metodologia

O Ministério da Saúde mudou a metodologia adotada para notificar os casos suspeitos de coronavírus no país, para aumentar a agilidade de resposta ao vírus.

A partir desta segunda-feira, serão adotados integralmente os dados repassados pelas secretarias estaduais, sem rechecagem. Ou seja, as secretarias regionais serão responsáveis por fazer a análise dos seus casos.

A nova metodologia também terá uma nova categoria: os casos prováveis, que irá contabilizar as pessoas que apresentam os sintomas da doença após contato com pacientes infectados pelos vírus.

Segundo o secretário Wanderson Kleber, o Brasil está na fase de contenção, estratégia de vigilância de contenção do vírus em que o objetivo é evitar a dispersão, e em fase de transição para a fase de mitigação, onde a pasta vai trabalhar em casos graves.

Como se proteger?

O Ministério da Saúde recomenda lavar as mãos com frequência, com água e sabão, álcool gel ou álcool 70; ao espirrar, cobrir a boca com o cotovelo, ao invés da mão; se estiver doente, evitar ter contato com outras pessoas e ficar em casa para melhorar; evitar tocar nos olhos, nariz e boca sem estar com as mãos lavadas; não compartilhar itens pessoais; e evitar locais de aglomerações.

O Ministério também lançou o aplicativo Coronavírus-SUS com o objetivo de conscientizar a população sobre a doença. A ferramenta conta com informações, como os sintomas, prevenção, o que fazer em caso de suspeita de infecção e mapa indicando unidades de saúde próximas. O aplicativo está disponível para Android e iOS.

Coronavírus no mundo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), há 87.137 casos confirmados em todo o mundo, sendo 1.739 novos casos, em 58 países. A doença levou 2977 pessoas a óbito, uma letalidade de global de 3,4%.

Na China, são 79,968 casos confirmados e 2.873 óbitos. No continente Americano, são quatro países com casos confirmados: Estados Unidos, Canadá, México e Brasil.