Casos suspeitos de coronavírus no Brasil podem chegar a 300

Imagem ilustrativa (Foto: Pixabay)

O secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo, anunciou que o número de pessoas com suspeita de ter o Coronavírus no país é de 132, 24 horas após a confirmação do primeiro caso.

Segundo Gabbardo, 213 notificações ainda não foram analisadas pelo Ministério. “Elas podem ser todas consideradas suspeitas ou apenas uma parte”, mas o Brasil tem “perto de 300 casos suspeitos”.

O ministério tem usado para determinar casos suspeitos: ter viajado para um dos 16 países da Ásia, Europa e Oriente Médio com casos da doença; não ter viajado, mas ter tido contato com esses viajantes ou ter tido contato com o caso confirmado no Brasil. Em todas as hipóteses, a pessoa é considerada como um caso suspeito se apresentar febre somada a um sintoma respiratório.

Gabbardo explicou que o aumento no número de casos suspeitos é devido ao fluxo migratório intenso de vários países que confirmaram a presença do vírus com o Brasil.

Os 16 países considerados na definição de casos suspeitos são: Austrália, China, Coreia do Sul, Coreia do Norte, Camboja, Filipinas, Japão, Malásia, Vietnã, Singapura, Tailândia, Itália, Alemanha, França, Irã e Emirados Árabes Unidos.

Expansão do vírus

O diretor-geral da Organização Mundial de Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmou que sete países confirmaram o primeiro caso da doença nas últimas 24 horas, incluindo o Brasil e a Noruega.

“Se agirem de forma agressiva agora, podem conter o vírus. O meu conselho é agir rapidamente. As epidemias no Irã, na Itália e na Coreia do Sul mostram do que este vírus é capaz”, disse.

A OMS estima que a epidemia do coronavírus Covid-19 é de mais de 82 mil pessoas infectadas e 2,8 mil mortos em 48 países e territórios. Mais de 33 mil pessoas se recuperaram.

“As provas de que dispomos mostram que não parece haver uImagemma transmissão comunitária generalizada. Estamos em um momento decisivo” pontuou.

LEIA TAMBÉM