OMS declara Coronavírus emergência global de saúde

(Foto: Unsplash)

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que o novo coronavírus n-CoV são uma emergência de saúde pública de interesse global e os países deverão traçar estratégias para combater a doença.

“Nós não sabemos quais os danos que o vírus n-CoV pode causar se chegar a um país com um sistema de saúde mais fraco. Nós precisamos agir agora para ajudar os países a se preparem para essa possibilidade”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, diretor-geral da OMS.

A organização só havia declarado “emergência de saúde pública de interesse internacional” em casos raros de epidemia, como a gripe suína H1N1, o zika vírus e o ebola.

A OMS também determinou que o nome oficial do Coronavírus é “Doença Respiratório de 2019-nCoV”.

Até o momento, a presença do vírus foi confirmada na China e em 18 países. São 7.818 casos confirmados, sendo 7.736 chineses e 170 mortes. Nos outros países são mais de 70 pacientes infectados.

No Brasil, até agira houve 43 notificações ao todo de 18 a 30 de janeiro, sendo que seis foram descartados e 28 foram excluídos por não apresentar os requisitos necessários. Nove casos continuam como suspeitos em seis estados: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, São Paulo, Paraná e Ceará. Não há nenhum caso provável ou confirmado.

O secretário de Vigilância em Saúde do Brasil, Wanderson de Oliveira, afirmou, nesta quinta-feira (30), que o Ministério da Saúde já prepara um plano de contingenciamento.

“Só quando tivermos um primeiro caso confirmado é que declararemos emergência de saúde pública no Brasil. Junto à OMS, nós verificamos e analisamos as condutas, se temos que mudar ou adaptar de acordo com a OMS”, disse.

Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, João Gabbardo dos Reis, o governo pretende, por enquanto, fazer “uma campanha de recomendações do mesmo modo que fazemos no caso da influenza”.

Como se proteger

A OMS recomenda algumas medidas para prevenir a doença:

  • Limpar as mãos com frequência usando álcool em gel ou água e sabão
  • Cobrir a boca e o nariz com o cotovelo ou tecido flexionado ao tossir e espirrar
  • Evitar o contato com quem tem febre e tosse
  • O consumo de produtos de origem animal crua ou mal cozida deve ser evitado.
  • Carne crua, leite ou órgãos de animais devem ser manuseados com cuidado
  • Se você apresentar febre, tosse e dificuldade para respirar procure atendimento médico