Orgânicos podem ajudar a reduzir risco de câncer, aponta estudo

(Foto: Unsplash)

A alimentação à base de produtos orgânicos reduz o risco de desenvolvimento de ter câncer, aponta um novo estudo liderado pela epidemiologista Julia Baudry, do Institut National de la Sante e de la Recherche Medicale, na França.

A pesquisa analisou, durante quatro anos e meio, a dieta alimentar de 68.946 adultos franceses, sendo a maioria mulheres acima de 40 anos, e de acordo com um questionário, que inclui renda, características físicas e hábitos, como atividades físicas e se a pessoa fumava.

Os participantes foram divididos em quatro grupos de acordo com a quantidade de refeições com orgânicos, suplementos alimentares e outros produtos. Depois foi contabilizado o número de casos de câncer em cada grupo.

Entre os participantes, foram registrados 1.340 casos de câncer. O câncer de mama foi o mais frequente e atingiu 459 voluntários, seguido pelo câncer de próstata (180), câncer de pele (135), câncer colorretal (99) e linfomas não-Hodgkin (47).

Os cientistas concluíram que os voluntários que consumiram mais orgânicos tiveram 25% menos probabilidade de ter qualquer tipo da doença. Cerca de 73% tiveram menos chance de desenvolver linfoma não-Hogkin e 21% de ter câncer de mama após a menopausa.

Para o diretor de pesquisa do American Institute for Research Against Cancer (AICR), Nigel Brockton, não basta consumir apenas orgânicos, mas também ter hábitos saudáveis para reduzir os riscos de câncer, como praticar atividade física.

“O regime alimentar é uma coisa complexa. Nunca teríamos uma recomendação baseada somente em estudo, inclusive se for estatisticamente significativo”, disse à AFP.

O artigo (em inglês) pode ser acessado aqui.

** Com informações do R7 e da AFP