Semana Mundial do Aleitamento Materno

(Foto: Reprodução)

Entre os dias 01 e 07 de agosto, é celebrada a Semana Mundial do Aleitamento Materno, que visa estimular a amamentação e melhorar a saúde das crianças ao redor do mundo.

Por causa da constante preocupação com a mortalidade infantil, a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) elaboraram, na década de 1990, a “Declaração de Innocenti”, um documento adotado por 170 países para estimular a amamentação, de acordo com quatro objetivos operacionais:

  • Estabelecer um comitê nacional de coordenação da amamentação;
    • Implementar os “10 passos para o sucesso da amamentação” em todas as maternidades;
    • Implementar o Código Internacional de Comercialização dos Substitutos do Leite Materno e todas as resoluções relevantes da Assembléia Mundial de Saúde;
    • Adotar legislação que proteja a mulher que amamenta no trabalho.

Para colocar em prática os compromissos assumidos pelos países, foi fundada em 1991 a Aliança Mundial de Ação pró-Amamentação (WABA, sigla em inglês),  e no ano seguinte, a Organização criou a Semana Mundial de Aleitamento Materno.

Para este ano, o tema escolhido é “Amamentação: A chave para o desenvolvimento sustentável”, que propõe que as relações entre o aleitamento materno, a Estratégia Global para Alimentação de Lactentes e Criança de Primeira Infância e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) sejam realçadas.