Aplicativo brasileiro de acessibilidade é premiado pela ONU

(Foto: guiaderodas/ Divulgação)

Dia desses fui ao ortopedista e me dei conta de uma coisa absurda: para chegar ao primeiro andar, não há elevador e nem rampas de acesso, apenas escadas. Quem tem dificuldade para andar, faz o que? E quem depende da cadeira de rodas para se locomover? Ah, e pior ainda… mesmo que o local dispusesse de uma rampa, o espaço da porta é tão pequeno que um cadeirante jamais passaria por ali. Já passou da hora de todo e qualquer local pensar na acessibilidade como prioridade!

Com informações desencontradas nos estabelecimentos e cadeirante há quase 16 anos, Bruno Mahfuz, de 33 anos, precisou procurar uma alternativa criativa e eficaz para se locomover por São Paulo e por outras cidades do mundo. E foi em 2016 que nasceu o guiaderodas, aplicativo brasileiro colaborativo que qualquer usuário pode fazer rápidas avaliações sobre a acessibilidade de qualquer estabelecimento em qualquer lugar do planeta.

O app foi um dos ganhadores do World Summit Awards – WSA Mobile, premiação global organizada pela cúpula da ONU (Organização das Nações Unidas). Escolhido entre as 451 iniciativas de todo o mundo, o guiaderodas foi o único brasileiro selecionado e venceu na categoria “Inclusão e Empoderamento”.

Como funciona: o app mostra ao usuário quais estabelecimentos são acessíveis às pessoas que têm dificuldade de locomoção, seja uma rampa, uma porta que dê para passar uma cadeira de rodas, um bom espaço entre as mesas, a altura das mesas, banheiros acessíveis, entre outras informações essenciais. “A pessoa informa o tipo do estabelecimento e começa a clicar na ‘carinha’ feliz, mais ou menos e triste.

“As avaliações são bem simples: o app faz perguntas como ‘a entrada é boa?’, ‘tem vaga para deficiente?’, ‘dá pra circular dentro do local?’ A ideia é que todo mundo, mesmo pessoas sem restrição de mobilidade, consiga responder de forma rápida e eficiente”, disse Bruno ao The Huffington Post, acrescentando que quase 70% dos usuários não tem nenhuma dificuldade de acessibilidade. E assim, o guiaderodas vai aumentando o acervo de informações pertinentes ao tema. Assista ao vídeo:

O app nasceu de sua história de vida: “A falta de acessibilidade é clara, mas a falta de informação é o que aumenta a exclusão. Se você tem alguma dificuldade de locomoção e não é munido de informação, prefere não sair de casa. O guiaderodas surgiu para dar essas informações para as pessoas”.

Pra falar o português claro, tem muito lugar por aí que diz que dispõe de ambientes acessíveis por causa da obrigatoriedade da lei e a realidade não nos mostra isso. Fiquem atentos. E Bruno, parabéns pela iniciativa! Quem tem Android e iOS pode baixar o app gratuitamente.

(Foto: guiaderodas/ Instagram)

Com informações de The Huffington Post e Só Notícia Boa.