Aplicativo remunera usuários por sugestões de produtos ou serviços

(Foto: Freepik)

Sabe aquele produto que você comprou para experimentar e virou o seu preferido? Além disso, indica para todxs xs amigxs e dá dicas de como potencializar seus efeitos?! Ou senão, um determinado serviço que foi ágil e efetivo e conquistou sua confiança… Pois é, além dos grupos em redes sociais e fóruns da internet, agora um aplicativo reúne suas indicações e pode te remunerar por isso.

Criado por mineiros, o aplicativo Boca a Boca remunera pessoas que indicam clientes que gerem novos negócios para as empresas. A ideia, dos sócios Denis Miranda e Filipe Guedes, já está em funcionamento, com mais de 2 mil clientes cadastrados. Com navegabilidade simples, o app está disponível gratuitamente para sistemas Android e iOS.

Como funciona: o usuário pode baixá-lo no celular ou tablet, fazer o cadastro e selecionar a empresa que deseja fazer a indicação, informando todos os dados que são solicitados. A partir daí, o app acompanha em tempo real a negociação e, caso a venda seja convertida, o valor é depositado diretamente na conta do indicador, sem descontos e sem burocracia. A bonificação é definida pela empresa recomendada, mas o ticket médio é de R$ 40 por indicação que concretize em novo negócio!!!

Com pouco tempo de funcionamento, o aplicativo já tem 70 empresas cadastradas e aptas para serem indicadas. “Atualmente, temos três funcionários e dois sócios full life no projeto. Nosso objetivo é fechar 2018 com mais de 100 mil usuários, 3 mil empresas cadastradas e nos tornar a maior plataforma de marketing de indicação de Minas Gerais”, afirma Denis, que já tem planos de expansão para todo o país a partir do próximo ano, além de implementar o aplicativo em plataformas múltiplas.

Empresas parceiras

Para fazer parte do Boca a Boca, a empresa interessada preenche formulário e paga taxa anual de R$ 149,90. O valor da bonificação pago ao cliente indicador é definido por cada empreendimento, que faz o depósito em conta, sem intermediários. “É importante ressaltar que as empresas que comercializam produtos e serviços de valor agregado baixo ou produtos de varejo não têm perfil para utilizar nossa plataforma”, avisa Filipe Guedes.

“Atualmente, 92% da população mundial afirma confiar totalmente em indicações de amigos e familiares. Além disso, 77% dos consumidores se sentem motivados a comprar um novo produto quando este é indicado via ‘boca a boca’”, finaliza Filipe.

*Com informações do Estado de Minas e Boca a Boca.