Marcha lenta, mas Tesla atinge meta e se considera montadora

(Foto: Divulgação/ Tesla)

Segundo a Reuters, a Tesla produziu quase 5 mil sedãs elétricos Model 3 na última semana de seu segundo trimestre. O carro final saiu da linha de montagem na manhã de domingo (1), algumas horas após a meta de meia-noite definida pelo presidente-executivo Elon Musk.

Musk disse que a empresa alcançou sua meta de 5 mil Model 3 em uma semana, de acordo com um e-mail enviado a funcionários na tarde de domingo e visto pela Reuters. E espera produzir 6 mil Model 3 por semana no próximo mês.

“Eu acho que nós nos tornamos uma montadora real”, escreveu Musk. A empresa alcançou a meta de Model 3 enquanto também atingiu a meta de 7 mil veículos Model S e Model X em uma semana, disse Musk no email.

A Tesla confirmou o conteúdo do email.Outro funcionário descreveu a fábrica como uma “celebração em massa”.

A Tesla deve anunciar os números de produção e entrega para o trimestre esta semana e investidores vão observar para ver se a empresa pode manter a velocidade do fim do trimestre e elevar a eficiência para produzir os carros com lucro.

ROTA 2030: ALERTA PARA QUEM NÃO ADERIR

Empresas terão que pagar multa de R$ 50 a R$ 360, ou taxa de 20% sobre a receita com a venda por veículo fora das especificações de eficiência energética. Quem não aderir ao programa também será punido.

  • Se a empresa participante não prestar contas ou descumprir outras determinações, também poderá pagar multa de até 2% do faturamento do mês anterior, com os R$ 5 bilhões que vamos financiar através das isenções de impostos. Se alguém superaras chamadas “metas-desafio”, poderá pagar até 2% a menos no Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI), a partir de 2022

Lembrete: A MP que criou o programa precisa ser aprovada pelo Congresso Nacional em 120 dias, sob o risco de perder a validade.

Plugados e HÍbridos

Transposul debate o futuro do caminhão elétrico com veículo 100% nacional

A MAN, marca de caminhões e ônibus do grupo Volkswagen, apresentou durante a 20ª Feira e Congresso Transposul detalhes do caminhão elétrico revelado na Alemanha e que tem previsão de chegar ao mercado em 2020. O veículo foi desenvolvido pela filial brasileira e será voltado para entregas nos mercados da América Latina e da África.

O e-Delivery é o primeiro leve 100% elétrico desenvolvido no Brasil, equipado com um motor que entrega 80 kW (109 cv) de potência, combinado com transmissão automática. A energia é gerada por bancos de bateria de íon-lítio, quer permitem uma autonomia de até 200 km. A frenagem também ajuda a produzir energia para o motor e sistemas auxiliares, como compressor de ar, ar-condicionado, bomba de direção e de água ficam a cargo de motores elétricos independentes ao de tração.

ZF apresenta transição para a eletromobilidade

O nome é AVE 130 e o novo sistema de tração central elétrico, CeTrax, para ônibus urbanos.  O ônibus articulado de 18 metros de comprimento é equipado com dois módulos do eixo elétrico, com quatro motores.  Um único eixo portal elétrico AVE 130 acionado gera potência suficiente para um ônibus articulado padrão