São Paulo quer financiamento ônibus elétricos. Em 2018, vai ter que cumprir meta.

(Foto: Henrique Santos)

A licitação de novos ônibus para a capital paulista deve incluir modelos elétricos, com baixa poluição, atendendo a Lei de Mudanças Climáticas, com aumento de 10% de não poluentes na frota. A partir de 2018, cerca de 15 mil coletivos municipais que rodam apenas com diesel devem sair de circulação. Atualmente, nem 7% dos ônibus não se enquadram nas normas desta lei.

O Secretário de Mobilidade e Transportes, Sérgio Avelleda, diz que é preciso alcançar reduções de emissões rapidamente, mas a soluções tecnológicas precisam vir no tempo em que possam ser realizadas”.

A Associação Brasileira de Veículo Elétrico (ABVE) espera que o cronograma alcance, no primeiro e segundo anos, 20% da frota de ônibus. Esse percentual passaria para 10% a partir do terceiro ano e, em 2037, todos os ônibus novos de São Paulo seriam mais eficientes.

Todos esses ônibus poderiam ser produzidos por três empresas no território nacional: a Electra; a Volvo e a BYD. A capacidade hoje é para produzir 2 mil ônibus elétricos por ano; podendo alcançar 5 mil em 2021.

Ônibus elétrico puro equipa frota do município de Santos

Santos torna-se a primeira cidade da América Latina a compartilhar os dois sistemas de transporte coletivo num mesmo ponto.

(Foto: Rodrigo Montaldi/ DL)

O novo modelo tem emissão zero, baixo nível de ruído e autonomia de 220km. Produzido no Brasil, o veículo conta com duas baterias, ambas instaladas no teto.

O equipamento foi importado da República Tcheca ao custo de R$75 mil.

Eletrizantes

McLaren investe US$ 1.4 bilhões em carros elétricos

O super esportivo seria lançado em 2019  semelhante ao 675 LT,  parte da Ultimate Series. O modelo elétrico da McLaren faz parte do programa Track 22, cuja estratégia prevê o lançamento de 15 modelos ou derivados.

Austrália equipa rodovia de 2 mil km com carregadores para VEs

A via unirá Cairns à Goald Coast e acesso à Oeste, até  Toowoomba, percorrendo dois mil quilômetros e 18 estações de carregamento rápido. O Governo australiano quer ter a nova  autoestrada pronta em seis meses.

A região de Queensland tem apenas 700 carros totalmente elétricos registrados segundo reportagem, mas Conselho dos Veículos Elétricos aponta 1.369 elétricos vendidos em 2016.