Férias: tempo de aprender!

(Foto: Reprodução)

Aberta a temporada de férias!

Quem não tem boas recordações desse período tão gostoso, quando os horários, obrigações com a escola e com as boas notas são deixados de lado?

É muito bom poder acordar um pouco mais tarde e literalmente curtir mais os amigos e a família.

Mas, ops, olhando melhor para o período, pode-se perceber também que, além de descanso, as férias podem ser uma ótima temporada para descobertas.

Ao contrário do que alguns pensam, as crianças não aprendem apenas enquanto estão na escola. Crianças e jovens podem aprender, e muito, com avós, tios, primos e até mesmo entre eles, da forma mais gostosa: por meio de brincadeiras e jogos!

É que o aprendizado pode ocorrer em qualquer lugar e não é, de forma alguma, algo chato ou metódico. Em linhas gerais, aprender significa colocar em prática um novo conhecimento, seja uma receita de bolo, seja o nome de uma árvore, seja uma música, seja um conceito de física, seja como utilizar materiais velhos para fazer brinquedos novos… isso mesmo, nas férias é possível, inclusive ensinar os pequenos a reciclar.

E sabe como o processo de aprendizado acontece? Toda vez que observamos algo desconhecido, manipulamos, organizamos, classificamos e utilizamos esse conhecimento em situações novas. Simples assim…

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Por meio de uma brincadeira, por exemplo, a criança pode aprender habilidades sociais que serão fundamentais na vida adulta. Pode aprender que o lixo também pode ser reutilizado de forma lúdica, em brincadeiras divertidas com crianças que moram no mesmo prédio, frequentam o mesmo parque ou até o clube.

Nas brincadeiras a criança fica ativa tanto mentalmente quanto fisicamente. É um momento especial em que ela interage, aprende a seguir regras, aprende a contestar e desenvolver autonomia.

Por todas essas razões, durante as férias é possível aprender muito: em viagens, em passeios na própria cidade, ou mesmo em casa: lendo um livro,  conversando com parentes mais velhos ou jogando com os amigos.

A diferença é que em sala de aula o aprendizado passa por um planejamento, fora dela acontece naturalmente, de maneira informal, mas não menos importante.

E onde entram os pais nesse aprendizado fora da escola?

São essenciais!

Os pais têm papel fundamental na aprendizagem dos filhos. E a todo momento e em qualquer tipo de situação podem interagir, ensinar e, por que não, aprender?

Por exemplo, os pais podem ouvir músicas juntos com os filhos, ler livros, andar de bicicleta, empinar pipa, jogar bola, ver filmes, visitar um museu! Em todas essas atividades, além de ensinar, estabelecer vínculos cada vez mais fortes com os pequenos.

À medida que a criança ou jovem vai criando um repertório, é legal oferecer mais diversidade, mas sempre sem forçar nada. Por exemplo, se a criança só come arroz e feijão, jamais saberá que gosta de macarrão. A única maneira de alguém descobrir se gosta de uma atividade é experimentando.

Em resumo, como as férias são para descansar, o ideal é que os pais procurem fazer tudo isso com seus filhos sem pressionar, de forma bem democrática!

Só não esqueça de mantê-los longe, o maior tempo possível, da televisão e dos equipamentos eletrônicos, como celulares e tablets! O ideal é que eles se movimentem e fiquem em contato com amigos!

Leve a galera ao cinema, planetário, teatro e, em dias ensolarados, a dica é um bom parque, onde as brincadeiras certamente encontrarão ambiente fértil!

Aproveite o contato com a natureza, para explicar o quanto ela é importante para nossa sobrevivência e ensine como protegê-la, criando nos pequenos o verdadeiro sentido do significado da palavra sustentabilidade.

Mais sobre Educação?

Acesse o Educar para Ser Grande no Youtube.com ou a fanpage: https://www.facebook.com/educacao.sandhracabral Contato: educarparasergrande@gmail.com