Comedouros públicos para animais de rua

(Foto: Fabiana Figueiredo/ G1)

Cães e gatos podem ter acesso a alimentação em casas de voluntários

Comedouros públicos foram colocados em Macapá para alimentar cães e gatos que moram nas ruas. As estruturas, feitas em PVC, foram instaladas em diversos bairros. A ideia é diminuir a quantidade de animais que passam fome na rua ou que têm problemas intestinais.

Os comedouros foram instalados em bairros considerados críticos, com muitos animais nas ruas, como Buritizal, Jesus de Nazaré, Nova Esperança e Zerão. A iniciativa é do vereador Victor Hugo Fernandes, que é ativista na causa da proteção animal. Segundo ele, a intenção é instalar pelo menos 50 comedouros públicos para uma fase de testes.

“Esses comedouros foram instalados inicialmente em casa de amigos que ajudam na proteção animal. Já tivemos mais de 60 requisições de pessoas que querem os comedouros em frente as suas casas. Elas se comprometeram em contribuir com a ração, mantendo limpo e cuidando do comedouro”, falou Fernandes.

Nos comedouros, os animais têm acesso a ração especial. Para os gatos, as estruturas são colocadas estrategicamente onde os animais costumam passar. Os comedouros para cachorros são instalados um pouco mais altos para os gatos não terem acesso.

(Foto: Fabiana Figueiredo/ G1)

Em frente a casa do DJ Aldair Coelho, de 36 anos, foi instalado um comedouro. Sempre que pode, ele diz que busca ajudar cuidar dos animais. Ele disponibilizou o pátio da casa dele.

“Aqui tem muito cachorro, muito mesmo. Mais de 30, pelo menos. A gente dá uma força então nisso, e ajuda como pode. Eu vi que era uma necessidade aqui no bairro porque tem muito cachorro passando fome, gatos também, que precisam de um olhar diferente”, falou Coelho, que é morador do bairro Jesus de Nazaré, na Zona Central.

De acordo com o vereador, os comedouros fazem parte de um projeto que pretende realizar o controle reprodutivo de animais domésticos na capital. Dar alimento aos que foram abandonados na rua é uma das ações, que também inclui castração gratuita de cães e gatos.

“Muitos animais morrem de fome, acabam rasgando sacos de lixo, espalhando lixo atrás de comida. Isso é até uma questão de saúde pública, porque reviram lixo, atraindo a população de roedores. Os comedouros já são realidade em vários estados e é algo para dar condições a esses animais de sobreviverem, enquanto não podemos resgatar e nem fazer a castração de todos”, informou Fernandes.

Cerca de R$ 2,9 mil foram investidos na instalação dos 15 comedouros públicos, segundo Victor Hugo. Todos foram adquiridos com o salário do vereador, garantiu.

* Fonte: Fabiana Figueiredo – Portal G1 AP

O Portal Organics News Brasil e o Blog +Pets são parceiros do Nossos Peludos. Conheça e ajude os animais abandonados – www.nossospeludos.com.br