Dia das mães pet: o vínculo entre mamãe e filhote por meio da alimentação

(Foto: Pixabay)

No Brasil, o segundo domingo de maio é a data que reservamos para homenagear as mamães. E todas elas merecem ser notadas, inclusive as que possuem quatro patas.

Assim como para nós, o cuidado materno é essencial para o desenvolvimento saudável dos gatinhos filhotes. A gestação e as primeiras semanas de vida do animal são fundamentais para a sua saúde e o início da sua socialização.

O papel das gatas mamães na saúde dos filhotes começa já na gestação. Assim como para as mulheres, o cuidado com a gestante começa no pré-natal e está intimamente ligado ao nascimento de filhotes saudáveis e à diminuição da mortalidade neonatal (que pode chegar a 30% dos filhotes de gatos antes do período de desmame).

Nesta fase, uma alimentação balanceada e completa é fundamental, já que a gata precisa de mais energia (25-35% de aumento na necessidade energética). “Os nutrientes e a energia fornecidos por uma alimentação adequada são essenciais para o desenvolvimento do feto e a produção de leite ao final da gestação” explica Natália Lopes, Coordenadora de Comunicação Científica da Royal Canin.

O nascimento e as primeiras semanas de vida

Um dos grandes momentos de conexão entre mamãe e filhotes ocorre na amamentação. Mas mais do que um momento de carinho, trata-se de um dos cuidados mais importantes com o filhote: a nutrição. Nas primeiras semanas de vida, por meio da amamentação, o gatinho recebe todos os nutrientes e anticorpos essenciais para o seu crescimento e fortalecimento.

Desmame

O período de amamentação chega ao fim entre a 3ª e a 8ª semana de vida do gatinho, mas o cuidado com a nutrição e o momento especial que a alimentação representa no seu crescimento e socialização continuam. Para auxiliar no processo de transição entre o leite materno e a nova dieta do filhote, uma mudança gradual entre o leite materno e o alimento sólido é recomendada.

“O desmame é o estágio de transição do leite materno para o alimento sólido. O alimento Mother & Baby Cat da Royal Canin é ideal para esta fase, já que possui versão mousse e sua versão seca pode ser hidratada, transformando o alimento em um “mingau” apetitoso e saudável, facilitando a ingestão e digestão do filhote e auxiliando o tutor nesta fase” afirma Natália.

A linha Mother & Baby Cat foi especialmente desenvolvida pelos nutricionistas da Royal Canin para alimentar a mamãe durante a gestação e período de lactação e garantir um crescimento saudável do filhote, podendo ser usada pelas gatas a partir do início da gravidez e até o fim da amamentação dos filhotes e para os gatinhos desde o desmame até os 4 meses de idade.

Está cuidando de uma gatinha gestante ou de um filhote recém-nascido?

Procure um Médico-Veterinário para garantir o acompanhamento e a alimentação adequada para uma gravidez e crescimento saudáveis.

** Com a colaboração da assessoria de imprensa

 

Pet da Semana

Essa espoleta é uma das cachorrinhas mais amorosas que já passaram pela nossa família. É a única (até então) que pegamos desde filhotinha para criar e dar muito amor. Tudo foi muito novo, ela foi a primeira a comer nossos chinelos e sapatilhas, a primeira a chorar nas primeiras noites em casa porque não queria dormir sozinha, a primeira que tivemos que levar correndo ao veterinário porque comeu uma abelha e ficou com a cara toda inchada… Cada momento era uma “descoberta” tanto para nós, quanto para ela. É a sensação mais gostosa que existe! Brincamos que ela tem luvas nas quatro patas, a Leona é uma graça. Divertida, carinhosa e ligada nos 220v! Um amor sem fim.

(Foto: Arquivo Pessoal/ Carolina Moreira)
(Foto: Arquivo Pessoal/ Carolina Moreira)