Dia do Amigo: Animais podem diminuir a depressão e prevenir hipertensão

(Foto: Pixabay)

Hoje é o Dia do Amigo e os pets, além de ótimos companheiros, também podem ajudar na saúde dos humanos. Entre os vários benefícios, os bichinhos de estimação podem desempenhar um papel importante como medida preventiva de hipertensão e no combate à depressão, problemas que acometem cerca de 30 milhões e 11,2 milhões de brasileiros, respectivamente.

A depressão apresenta o sentimento de solidão e variações no humor como alguns dos principais sintomas da doença. E é justamente nestes dois aspectos que os animais podem contribuir para a diminuição do problema. De acordo com André Assunção, psicólogo do Hapvida Saúde, isso acontece porque, além ser uma companhia fiel aos donos, eles despertam o interesse e o cuidado com outro.

“As trocas de carinhos com os pets colaboram para a produção e liberação de serotonina e dopamina, substâncias presentes no cérebro responsáveis pela sensação de prazer e alegria. Esses neurotransmissores atuam no cérebro de modo a estabilizar o humor, além de regular o sono e o apetite, problemas comuns entre as pessoas com depressão”, explica Assunção.

Mas os benefícios não param por aí. Os pets ainda fazem bem ao coração e ajudam a reduzir a pressão arterial. Segundo Newton Rodrigues, cardiologista do Hapvida Saúde, o bem-estar provocado pela troca de afeto com os bichos de estimação reduz a quantidade de adrenalina no organismo, diminui a frequência cardíaca e respiratória, contribuindo para a diminuição da pressão arterial.

“O convívio com animais de estimação também pode estimular o dono a ser mais ativo. As brincadeiras com os pets, bem como a caminhada para passear, são práticas que estimulam o exercício físico e a interação social, beneficiando a saúde e a qualidade de vida tanto do humano quanto dos companheiros bichinhos”, finaliza Rodrigues.

Não compre um amigo, adote.

** com a colaboração da assessoria de imprensa