Perigo da Páscoa: chocolate é altamente tóxico para os cães

(Foto: Google/ Reprodução)

Quem é que resiste à Páscoa e seus deliciosos ovos de chocolate? O chocolate é a paixão de muita gente e também pode ser o objeto de desejo dos queridos pets. O que as pessoas não sabem é que o chocolate é altamente tóxico para cachorros e pode até matar – acredite se quiser.

Um chocolate esquecido sobre a mesa ou mesmo um pedaço oferecido ingenuamente podem intoxicar.

O principal componente que provoca a intoxicação é a teobromina. O organismo do ser humano metaboliza facilmente essa substância. Já os cães não conseguem eliminá-la de forma rápida, e por isso, se intoxicam. Esse componente causa diarreia e vômito, mesmo se a quantidade ingerida for pequena. Quanto mais escuro (puro e concentrado) o chocolate, maior o risco de intoxicação pela substância. Isso significa que os chocolates brancos não oferecem tanto risco quanto os amargos e concentrados.

As quantidades tóxicas não necessariamente precisam ser ingeridas de uma única vez, já que a teobromina pode permanecer no organismo por até seis dias. Portanto, doses repetidas em dias sucessivos também levam à intoxicação.

 

(Foto: Divulgação)

Os sinais clínicos são vômito, diarreia, polidipsia e poliúria (bebe mais água e urina mais), náuseas e arritmias cardíacas. Os animais também podem apresentar incontinência urinária, hipertermia (aumento da temperatura corpórea) e, em casos mais graves, coma e morte. Hemorragia intestinal pode ocorrer em alguns casos, normalmente entre 12 e 24 horas após a ingestão e, se não for tratado a tempo, pode ser letal.

“O tamanho do cão também influencia. Geralmente a intoxicação é mais comum em animais de pequeno porte, pois há maior quantidade de chocolate disponível em relação ao seu peso corporal”, explica a Dra. Carla Berl, diretora da rede de hospitais veterinários Pet Care.

Infelizmente, não existe antídoto para a intoxicação com teobrominas. Por isso, deve-se tratar os sintomas apresentados. Trata-se de uma emergência médica, e nessa época do ano o atendimento a cães intoxicados aumenta.

O chocolate chama a atenção dos animais por ser palatável. Porém, o consumo do item pode causar intoxicação e até mesmo a morte dependendo da quantidade ingerida.  “O chocolate possui em sua composição a teobromina e a metabolização dessa substância no organismo dos cães é diferente (mais lenta) o que a tornam perigosa”. Em grandes quantidades, a teobromina causará arritmias cardíacas, excitação, vômito, diarreia e náuseas”, explica a Médica Veterinária e Gerente de Produtos da Unidade Pet da Ceva, Priscila Brabec.

(Foto: Google/ Reprodução)

Para os tutores que desejam agradar os cães na data, o ideal é que sejam oferecidos snacks e alimentos indicados para cães e sempre consultar um médico veterinário. “É importante sempre buscar orientação do médico veterinário sobre os alimentos que podem ser indicados para os cães”, finaliza Priscila.

Outra opção para quem não abre mão de comemorar a Páscoa mimando o pet e quiser dar um “presente de páscoa” com sabor de chocolate, é comprar o chocolate específico para cachorro. O produto é elaborado a base de farelo de soja, gordura hidrogenada, sabor chocolate e aroma de baunilha e pode ser encontrado em Pet Shops.

Mais informações nos sites: www.petcare.com.brwww.ceva.com.br

** Com a colaboração das assessorias de imprensa

 

Momento Fofura

Um osso, um brinquedo, um abraço assim!

 

Pet da Semana

Esse gatinho é o Luk. Ele tem 6 meses de vida e é o filhinho de quatro patas da Rita de Cássia Oliveira. Luk é dorminhoco, mas muito brincalhão. Adora fazer arte e ficar com os bichinhos de pelúcia. Lindo demais!

(Foto: Arquivo Pessoal)
(Foto: Arquivo Pessoal)
(Foto: Arquivo Pessoal)

O Portal Organics News Brasil e o Blog +Pets são parceiros do Nossos Peludos. Conheça e ajude os animais abandonados – www.nossospeludos.com.br