Espaçamento de plantio – Aumentar ou diminuir, eis a questão!

(Foto: Freepik)

Já é comum produtores usarem dimensões de espaço para plantio de determinadas culturas, isso porque as variedades foram criadas através de testes que determinam um espaçamento adequado para uma produção ideal baseadas em padrões pré-definidos de mercado.

Em alguns momentos, me deparo com situações envolvendo o plantio de hortaliças, seu espaçamento e o tamanho ideal do produto final, principalmente as folhosas vendidas em unidade como o caso da alface.

Faço uma pergunta que prova uma correlação entre o espaçamento com o tamanho ideal para consumo. Quem define o espaçamento de plantio? Hoje ele é convencionado pelo produtor da semente, pois ele indica o espaçamento do cultivo de acordo com a capacidade de crescimento do seu produto, que é projetado na percepção de tamanho do mercado. Mas percepção é algo tão variável entre as pessoas, grupos, classes e até mesmo regiões.

Foi assim que compreendi que espaçamento de plantio pode ser relacionado diretamente com a percepção do consumidor final dos seus produtos. Entender o padrão de tamanho de um nicho ou região vai ajudar ao produtor a promover o espaçamento adequado para seus produtos.

Essa condição é fundamental, pois em muitos casos produtos pequenos e familiares podem aproveitar melhor seu terreno devido à redução de espaço ocupado por planta. Sendo assim, a percepção do consumidor influência diretamente no espaço de plantio das hortaliças, e com isso cada produtor ou propriedade precisa identificar esse padrão de qualidade baseado em tamanho.

Segue aí uma dica para você que deseja e precisa otimizar sua área, mantendo a condição de entrega para sua clientela.

** Este artigo foi também escrito pelo Engenheiro Agrônomo, Eduardo Guimarães