Cristais misteriosos podem fazer a energia solar dominar o mundo

(Foto: Divulgação)

Os painéis fotovoltaicos são feitos de silício muito fino, difíceis de fabricar. O desafio é não deixar que a energia se dissipe antes de ser absorvida como eletricidade. Uma descoberta da Universidade Columbia revelou um grupo de cristais, que imita a estrutura química da Perovskita, um mineral raro encontrado na Rússia, com potencial de produzir energia a partir de algumas fontes, pode ser uma alternativa de gerar energia  elétrica para carregar smartphones, tablets e notebooks.

E, na Finlândia, pesquisadores da Universidade de Oulu, descobriram um novo minério com propriedades ainda mais interessantes para a indústria fotovoltaica. Trata-se de um material batizado de KBNNO, capaz de gerar luz solar e energia cinética em eletricidade. A eficácia de energia elétrica gerada pelo KBNNO é superior se comparada a de outras Perovskitas e outras células solares usadas em painéis fotovoltaicos.

Feira de agronegócio aposta em energia 

As expectativas são de que o segmento terá um crescimento de 44% na capacidade instalada de energia no Brasil e já existem taxas que ultrapassam 2,5 GW de capacidade instalada, considerando dados de geração distribuída e centralizada. A energia solar tem conquistado cada vez mais notoriedade, inclusive no agronegócio, por garantir ao produtor rural até 95% de economia na conta de luz.

A Agrishow 2019, uma das três maiores feiras do mundo de agronegócio, contará com parte da sua energia elétrica gerada através da energia solar. O projeto é uma parceria firmada com a Ilumisol Energia Solar. Já no primeiro semestre, a empresa contabilizou
mais de 2.500 obras, sendo residenciais, industriais, comerciais e rurais. Com abertura de franquias e unidades em mais de 21 estados do Brasil.

ALTA TENSÃO

√ Maio terá bandeira amarela na tarifa de energia elétrica

√ Tecnologia de turbinas eólicas prospera no Brasil

√ Governo prepara fim do monopólio da Petrobras no gás para reduzir preço

√ Por US$ 8,6 bilhões, Petrobras vende 90% da TAG para ENGIE Brasil