Energia solar atinge marca histórica de 300 MW

(Foto: Freepik)

O Brasil acaba de atingir a marca histórica de 300 megawatts (MW) de potência instalada em residências, comércios, indústrias, produtores rurais e prédios públicos, segundo a Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica (Absolar).

Os consumidores residenciais estão no topo da lista e representa 76,9% das instalações. Em seguida, comércio e serviços (16,2%), consumidores rurais (3,4%), indústrias (2,5%), poder público (0,8%), serviços públicos (0,1%) e iluminação pública (0,02%).

Em potência instalada, os setores de comércio e serviços lideram o uso da energia solar fotovoltaica, com 44,0% da potência instalada, seguidos por residenciais (38,0%), indústrias (8,4%), consumidores rurais (5,6%), poder público (3,5%).

De acordo com a entidade, o Brasil possui hoje 32.033 sistemas solares fotovoltaicos conectados à rede, trazendo economia e sustentabilidade ambiental a 38.270 unidades consumidoras, somando mais de R$ 2,2 bilhões em investimentos acumulados desde 2012, distribuídos ao redor de todas as regiões do País.

Minas Gerais lidera o ranking nacional, com 22,9% da potência instalada no País, seguido pelo Rio Grande do Sul (14,5%), São Paulo (12,9%), Santa Catarina (6,22%) e Ceará (5,84%).

** Com informações do portal O Diário – Maringá

 

ALTA TENSÃO

Conta de luz subirá até 3,86% com reajuste de receita de hidrelétricas

A Agência Nacional de Energia Elétrica aprovou reajuste de 45,52% na receita anual de geração de 69 usinas hidrelétricas que atuam no regime de cotas. A medida vai provocar aumento nas contas de luz entre 0,02% e 3,86%, segundo a Aneel. O impacto médio será de 1,54%. A remuneração total recebida pelas usinas, de julho de 2018 a junho de 2019, será de R$ 7,944 bilhões.

Energia solar só cresce

O Brasil investiu R$ 6,2 bilhões em energia solar ano passado, representando 48% dos investimentos. Crescimento de 10% em relação ao ano de 2016.