Não foi desta vez que vão explorar petróleo e gás de xisto na Amazônia

O governo realizou a 13a rodada do leilão que liberou áreas para exploração de petróleo e gás. Algumas estavam muito próximas de unidades de conservação de terras indígenas. Mas nenhum dos blocos localizados na bacia do Amazonas foi arrematado.

Na região amazônica há importantes reservas de gás de xisto, cuja extração depende do fracking – técnica reconhecidamente perigosa que traz sérias ameaças às populações e ao meio ambiente. As bacias sedimentares do Recôncavo e da Parnaíba tiveram blocos arrematados nesse leilão com possibilidade de exploração de gás de xisto.

No Plano Decenal de Energia (PDE 2024), mais de 70% dos investimentos em energia nos próximos anos será em fontes fósseis (quase um trilhão de um total de R$ 1,4 trilhão), enquanto direciona poucos esforços e investimentos para as fontes renováveis.

O leilão gerou investimentos de cerca de R$ 340 milhões, sendo R$ 121,1 milhões em bônus de assinatura e R$ 216 milhões previstos em investimentos do Programa Exploratório Mínimo a ser cumprido pelas empresas vencedoras. No total, foram arrematados 37 blocos, sendo 35 em terra e dois no mar, a maioria em bacias maduras.

 

Projeto de lei do Desmatamento Zero é entregue no Congresso

Mais de 1,4 milhões de brasileiros assinaram pedido para levar o projeto de lei pelo desmatamento zero, ao Congresso Nacional. A proposta proíbe o corte de florestas nativas no Brasil e contou com a presença de representantes de entidades religiosas e movimentos sociais, além de personalidades como os atores Caio Blat, Jorge Pontual, Paulo Vilhena, Maria Paula, a pintora e cantora Luísa Matsushida (Lovefoxxx) e da funkeira Valesca Popozuda.

Para marcar o momento, ativistas do Greenpeace realizaram uma intervenção artística no Salão Verde do Congresso, com a montagem de um mural de 2,16 de altura por 6,71 de comprimento, formada por mais de 6 mil fotos enviadas pelas pessoas que colaboraram com a campanha, com a mensagem “Desmatamento Zero já!”

A funkeira Valesca Popozuda esteve no Congresso para demonstrar seu apoio ao Desmatamento Zero. (© Adriano Machado / Greenpeace)
A funkeira Valesca Popozuda esteve no Congresso para demonstrar seu apoio ao Desmatamento Zero. (© Adriano Machado / Greenpeace)

** Com informações do Greenpeace

 

Alta Tensão

 

AIE: geração de energia renovável terá o maior crescimento até 2020

As energias renováveis irão o mercado nos próximos cinco anos. Novas fontes somarão 700 GW até 2020 na geração de eletricidade mundial, o que significa mais do que o dobro que a atual capacidade do Japão.

Fonte: Jornal Valor Econômico

 

Empresa anuncia investimento de R$ 4 bi em projeto de energia eólica no Maranhão

A Omega Energia anunciou que investirá R$ 4 bilhões na instalação de um parque eólico na região de Paulino Neves e Barreirinhas, com capacidade para gerar 800 MW de potência, o que corresponde  a 5% da matriz energética brasileira

Fonte: Imirante

 

Parque eólicos mudam a paisagem do Agreste de Pernambuco

Ao contrário de outros estados do Nordeste, os bons ventos em Pernambuco não estão no litoral. Eles sopram nas regiões mais altas. A 900 metros de altitude, as torres de energia eólica mudaram a paisagem em três cidades do agreste do estado

Fonte: UDOP