Placas solares para bombear água do São Francisco e a China com usina solar na lua

(Foto: Mariana Proença/ Unsplash)

A informação é do presidente Jair Bolsonaro, em postagem na sua conta no Twitter. As placas solares ao longo dos canais de integração do Rio São Francisco ajudariam no bombeamento da água. O sistema consome  cerca de 80% dos custos da operação do empreendimento, algo em torno de 746 mil MW.

A instalação de placas sobre espelho d’água também possibilita que a evaporação seja bastante reduzida, já que os painéis solares montados em canais bloqueiam a radiação do sol. De acordo com estimativas, uma planta fotovoltaica (painéis) de um megawatt pode economizar nove milhões de litros de água por ano e, com a ausência de luz solar, o crescimento de algas é minimizado, com redução do custo de manutenção e maior vida útil dos equipamentos.

Bolsonaro comentou também sobre a finalização das obras do projeto. “O Ministério de Desenvolvimento Regional divulga que, o Projeto de Integração do São Francisco está em fase conclusiva de obras, como visto em tweets anteriores. Complementamos que Eixo Norte está em reparação, e a expectativa é de que os trabalhos sejam finalizados até maio”, escreveu.

China planeja lançar a primeira usina espacial de energia solar do mundo

Com orçamento anual de US$ 8 bilhões para seu programa espacial, a China já iniciou a construção de uma base experimental na cidade de Chongqing, no Oeste do país, para 2021 e 2025. A instalação solar de 1 megawatt estaria espaço até 2030, segundo o jornal estatal Science and Technology Daily.

Agricultura lunar

A missão lunar da chinesa também verifica se o solo estéril lunar pode suportar vida. Imagens enviadas pela sonda Chang’e-4 no mês passado mostraram a primeira folha verde oriunda de sementes de algodão por lá nove dias após o início de um experimento, segundo a Universidade de Chongqing, que conduziu o projeto biológico, publicou a agência Bloomberg, que informa ainda pretensões da China em construir sua própria estação espacial por volta de 2022. Tiangong ou Palácio Celestial, terá um módulo central e dois outros para experimentos; pesará 66 toneladas e acomodará três pessoas.

Alta Tensão

Barragem de usina hidrelétrica se rompe em Taió

Equipes dos bombeiros e da Defesa Civil estão na pequena central hidrelétrica que fica na localidade de Passo Manso, na comunidade de Ribeirão das Pedras.
A empresa Heidrich & Heidrich divulgou uma nota oficial em que informa que apenas uma propriedade foi atingida e promete investigar as causas do ocorrido e prestar assistência aos atingidos.

Veja mais informações clique aqui

√ Consumo de energia elétrica cresce 6,3% na 1ª quinzena de fevereiro, diz CCEE
√ Conta de luz segue com bandeira verde em março, informa a Aneel