Rota entre São Paulo e Campinas terá corredor de veículos elétricos

(Foto: Reprodução/ Jornal Folha de S.Paulo)

A CPFL Energia estreará na primeira semana de novembro o primeiro corredor de eletropostos do Brasil, que ligará Campinas a São Paulo. Até 2018, a distribuidora de energia promete mais 25 pontos de recarga de carros elétricos públicos (em ruas) e semi-privados (dentro de shoppings, por exemplo).

O primeiro equipamento fica no posto da rede Graal do km 67 da rodovia Anhanguera. O segundo, ainda sem previsão de início de funcionamento, será no posto do km 56 da rodovia Bandeirantes, também da rede Graal.

A energia elétrica fornecida para reabastecer baterias de carros elétricos e híbridos do tipo plug-in será gratuita.

Quando começar a pagar pela energia, o consumidor também terá acesso a softwares para interagir com a infraestrutura energética.

Carros elétricos devem ganhar incentivo fiscal

A Câmara de Comércio Exterior, órgão subordinado ao Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior) aprovou uma proposta de resolução que inclui carros elétricos e movidos a células de combustível na lista de exceções à tarifação externa. Isso se traduz em redução da alíquota de importação, de 35%, para patamares ainda não definidos pela Camex. O benefício já existe, mas é reservado aos híbridos convencionais -na prática, favorece só o Toyota Prius e o Lexus CT 200h, segundo reportagem da Folha de São Paulo.

A assinatura do ministro Armando Monteirobasta e não é preciso sanção presidencial. O projeto de lei 174/2014 da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle do Senado Federal, aprovado na última terça-feira (20), pretende viabilizar a produção de veículos “verdes” no Brasil, com isenção de  IPI por dez anos, movidos a etanol (quando híbridos) e nacionais.

O projeto depende de aprovação da CAE (Comissão de Assuntos Econômicos), que aguarda a designação de um relator para o projeto, que pode ser alterado ou receber emendas. Após definir o texto final, a comissão encaminha o projeto para votação no plenário da Câmara dos Deputados, caso não haja recurso. Aprovado nessa instância, segue para sanção da presidente Dilma Rousseff.

Na matéria da Folha de S.Paulo, veja o infográfico bem informativo sobre as diferenças entre os carros elétricos.

 

Alta Tensão

 

Energia nuclear volta à cena 4 anos após desastre no Japão

Além do Japão, a reportagem mostra que a indústria nuclear está voltando à agenda energética de vários países. Projeção inédita da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA) mostra que a América Latina, hoje com 4,7 GW de geração nuclear, pode chegar a 2030 com 13,4 GW, quase o triplo

Mais detalhes no Jornal O Globo

 

Mega desastre de Barcarena está só no começo

O navio naufragado há 13 dias ainda está emborcado, com quase 5 mil bois em elevado estado de decomposição e 750 mil litros de óleo combustível. O blog questiona como, quando e a que custo ambiental será retirada essa carga do interior do navio. Pesquisadora da Universidade Federal do Pará alerta que “em 15 dias esse material em decomposição deve chegar a Belém.

Veja mais aqui.

 

Expansão da transmissão aponta para R$ 31 bilhões em investimentos até 2020

A EPE publicou atualização do Programa de Expansão da Transmissão, com a relação de obras de expansão do SIN previstas no período  2015/2020, mas que ainda não foram licitadas ou autorizadas. A EPE publicou atualização do Programa de Expansão da Transmissão, com a relação de obras de expansão do SIN previstas no período  2015/2020, mas que ainda não foram licitadas ou autorizadas

Leia mais no Canal Energia