Show de bola: Estádios de futebol com energia solar que talvez você não conheça

Usina Solar do Mineirão (Foto: Renato Cobucci/ Imprensa MG/ Reprodução Portal da Copa)

Pituaçu

(Foto: América do Sol/ Portal da Copa/ Secom Bahia)

Em Salvador, o estádio Governador Roberto Santos, foi o primeiro da América Latina a contar com um sistema de energia solar, instalado em 2012, com 2.292 módulos fotovoltaicos capazes de gerar 630 megawatts-hora/ano de energia.

Maracanã

(Foto: Pixabay)

O estádio carioca Jornalista Mário Filho recebeu, em 2014, um sistema com 1.552 placas solares, que cobrem uma área de 2.380 m², capazes de gerar 500 megawatts-hora de energia por ano.

Mineirão

(Foto: Pixabay)

Em Belo Horizonte, o estádio Governador Magalhães Pinto,  com 9.500 m²  cobertura, ganhou em 2014 um sistema de energia solar, com 6 mil placas solares capazes de gerar até 1.420 quilowatts-pico.

Arena Pernambuco

(Foto: Pixabay)

A usina solar do estádio foi instalada no final de 2013, e conta 3.652 placas solares capazes de gerar 1.500 megawatts-hora de energia por ano, equivalente a 30% do consumo do estádio.

Show de bola II: O futuro da geração elétrica debatido em São Paulo

Diz o release que o futuro da geração está no chamado 3 Ds do setor elétrico: descentralizar, descarbonizar, digitalizar. Parece a mesma solução para praticamente tudo que envolve dinheiro nesse mundo.

Estudos da Agência Internacional de Energia (AIE), mostra que a demanda global de energia deverá ser 30% maior em 2040. As renováveis, como eólica, solar e biocombustíveis serão responsáveis por cerca de 40% do aumento das fontes primárias de energia. E quase metade (48%) da energia usada no país, virá de fontes limpas.

(Foto: Pixabay)

Com este conceito, São Paulo irá sediar a primeira edição da Energy Week, nos dias 28 a 30 de maio, trazendo junto, paralelamente, dois grandes eventos do setor elétrico brasileiro, o Energy Solutions Show e o Brazil Windpower. O encontro deve se consolidar como o principal da área de energia elétrica, e o mais completo do setor, abordando o futuro da geração elétrica no mundo e discutindo soluções energéticas.

São dados que demonstram que o mundo não vai se apagar por conta de crises de energia, petróleo ou apagões governamentais. Assim  Energy Week pretende reunir 150 expositores, mais de 5 mil pessoas por dia com, com oito congressos simultâneos, duas arenas de workshops técnicos e uma de inovação e tecnologia. ”

Já o Brazil Windpower, maior evento de energia eólica da América Latina, segue para sua 10ª edição em casa nova, São Paulo. Amba vendem que  contarão com os principais players do mercado. Tudo pago, não se choque com valores.

ENERGY WEEK

Energy Solutions Show – 28 e 29 de Maio – www.energysolutionsshow.com.br/

Brazil Windpower – 28 a 30 de Maio – www.brazilwindpower.com.br/

Onde: Transamérica Expo Center – São Paulo

ALTA TENSÃO

√ Itaipu completa 45 anos com energia produzida para iluminar o mundo por 42 dias

Em 2016, a usina brasileiro-paraguaia garantiu o recorde mundial anual histórico, com 103,1 milhões de megawatts-hora (MWh). No acumulado, desde maio de 1984, quando a binacional começou a operar, já soma 2,63 bilhões de MWh. Essa energia toda é suficiente para iluminar o mundo inteiro por aproximadamente 42 dias.

√ IPT avalia uso de palha de cana-de-açúcar para gerar energia

√ Lucro da Cemig sobe 72% no 1° tri e alcança R$797 mi com maiores vendas de energia

√ Subcomissão da Câmara vai investigar cobranças abusivas nas tarifas de energia

√ Leilão A-6 é remarcado para 17 de outubro deste ano

Ficamos assim esta semana. Compartilhe e nos deixe cheio de energia para semana que vem. Até lá!