Amazônia: um Saara no futuro?

Foto - Divulgação/ Ministério do Meio Ambiente

O cenário desolador vem da Universidade da Califórnia (EUA). O estudo indica que onde haveria selva projeta-se  seca, enquanto  florestas da África e da Indonésia seriam mais úmidas.

Os resultados do estudo foram publicados no site da universidade, UCI News.

Segundo os pesquisadores, a principal razão para essa tendência alarmante é o aumento das emissões de gases do efeito estufa e do nível de dióxido de carbono.

James Randerson, especialista em Ciências da Terra, diz que os processos assimétricos da chuva “respondem” à “superabundância de dióxido de carbono”

Assim, os cientistas prognosticaram o aumento da assimetria das precipitações nos trópicos até 2100, com o aumento das chuvas sobre as florestas da Ásia e da África, e a redução sobre a selva amazônica.

Fonte: Sputnik