Terra: Planeta Água

(Foto: Reprodução)

“E disse Deus: haja uma expansão no meio das águas e haja separação entre águas e águas”.

Nem é preciso ler muito da Bíblia: basta chegar no primeiro capítulo, Gênesis, no sexto versículo, para saber que o Senhor ________________ (ou preencha aqui conforme sua fé) deixou claro que tem água de beber e água de tomar.

A água de beber é responsável por 75% de um músculo, 95% do sangue, 22% de tecido ósseo e 14% de gordura corporal. Creiam Nele ou não, a água é vital – literalmente!

E o que podemos fazer para o Planeta Água não ser o Planeta Terra? Vou contar o que eu faço:

Antes da crise hídrica, o resto da água da Nany, a cachorra, ia pro ralo. Agora, molha plantas.

Idem para a água da salada: se deixei de molho, também vai para regar plantas.

Banho? O mais rápido possível. Como moro em prédio com aquecimento a gás e este demora para esquentar, ponho uma bacia para captar a água até estar numa temperatura suportável. No verão, entro dentro da bacia e tomo banho lá (sou limpinha!). A água que fica é usada para dar descarga nos sanitários e lavar o xixi da cachorra.

Aqui entra um preconceito geracional: minha mãe não suporta o fato de que eu não dê descarga após o xixi. Sim, aqui em casa o xixi acumula até jogarmos o balde com a quantidade de água necessária.

Como usamos ducha higiênica (recomendo!), não fede. O que ajuda também é colocar um produto na bacia (nas minhas experiências o melhor é o Pato, que, sim, é o mais caro da praça- mas se provou o mais eficiente para retardar o cheiro ruim.

Já me falaram para por Cândida, vinagre e detergente, mas não testei. Aceito sugestões de quem soube lidar com o próprio odor e economizou água!

Com gratidão,

Ivy