Startups e os unicórnios pós eleições

(Foto: Unsplash)

Recado pós-urna: como se sabe, a América do Sul, ensaia, mas não tem um Vale do Silício. Ideias aqui não recolhem fundos e decolam facilmente. Raros unicórnios aportam por aqui, entre eles o táxi 99, Nubank, PagSeguro e Arco Educação. Eles inspiram? Claro que sim. Mas repare que são todos produtos facilitadores de massa.

Com esperança, vamos tocar o barco mesmo que em águas turvas. Um novo governo se aproxima, o mercado vai se proteger, como sempre, mas as iniciativas empreendedoras vão ter que perseverar. O capital corre novamente para grandes empreendimentos, mas os financiadores estão mais atentos. Todos nós devemos!

Confederação nacional da indústria também investe em startups

Duas chamadas buscam soluções para desafios nas áreas de energia rural, inteligência para industria farmacêutica, tecnologias para construção civil e gerenciamento para sistemas prediais de ar condicionado. Os recursos somam R$ 4,65 milhões. Os interessados podem inscrever projetos no site do Edital de Inovação.

Com prazo de inscrição até 11 de novembro, a chamada do Instituto Gyntec, em parceria com quatro empresas do centro-oeste e o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), vai selecionar oito startups, com projetos entre R$ 150 mil e R$ 600 mil.

Definidas as cinco startups finalistas do Programa Conecta

A Confederação Nacional do Transporte (CNT) e o BMG UpTech concluíram o processo de seleção. Agora cinco foram selecionadas para receber novos investimentos e aceleração de um mês na sede da Plug and Play, importante aceleradora do Vale do Silício (EUA). São elas: Arbache Innovations, ByeBnk, dLieve Tecnologia, Everlog e Trackage.

A terceira e última etapa do Conecta será a aceleração internacional, que contemplará capacitação, conexões com empresas e apresentações a investidores. Além disso, cada uma das cinco startups escolhidas receberá mais uma rodada de investimento, agora no valor de R$ 230 mil.

Startup investe no espaço e na genética humana

Noticiado pela exame que a startup fundada por ex-engenheiros da SpaceX, empresa de transporte espacial criada pelo bilionário Elon Musk, recebeu investimento de cerca de 410 milhões de reais, do fundo de investimentos de Peter Thiel, um dos fundadores do sistema d e pagamentos online PayPal. O objetivo é financiar o desenvolvimento de uma ferramenta de edição genética que possa ter um preço acessível para os cientistas.

Se você é um startapeiro, use essa coluna, fale conosco e divulgue seu negócio.

Até a próxima!