Dia das Crianças: Tem muito a comemorar!!

(Foto: Reprodução (c) Can Stock Photo Inc. / MatHayward)

Queremos um mundo melhor, mas como conquistar esse objetivo sem olhar carinhosamente para as crianças?

Vivemos momentos especiais na história da humanidade. Os ventos da mudança sopram com intensidade em todas as direções. Fala-se de “Crise” e de que tempos mais difíceis virão. Quem sentirá os efeitos dessa realidade mutante e falha em fatores sustentáveis? A resposta é clara: As novas crianças.

Elas serão os sujeitos dessa parte da história da humanidade e, ao contrário do que se pensa que “tudo está perdido”, vêem elas com uma bagagem especial, enviadas não sabemos de onde, trazendo os recursos para a reestruturação planetária.

Por sua natureza vibracional elevada, frequentemente demonstram dificuldade em encaixarem-se nos nossos sistemas pré-moldados de educação, na sociedade ou no meio familiar. Despertam nos adultos as dúvidas, inseguranças, stress, e muitas vezes são diagnosticadas com patologias como Hiperatividade ou TDHA (Transtorno de Deficit de Atenção e Hiperatividade).

Diante desse quadro, como fazer para adequarmos essas crianças a este mundo?

Em realidade não são as crianças que necessitam de adequação, nós sim carecemos de compreensão e de recursos para acolhermos o que elas nos trazem em conhecimento e sensibilidade.

Nós precisamos aprender com elas a enxergar o mundo na sua nova realidade multidimensional. Elas conseguem naturalmente captar informações sutis de outras dimensões através de uma percepção muito especial.

Enquanto a total compreensão não atinge o mundo adulto, algumas dicas podem facilitar:

– Procure mantê-los com frequência em atividades que proporcionam contato com a natureza

– Reserve um tempo do seu dia para dedicar-se a dialogar com elas, você poderá ter gratas surpresas.

– A hierarquia não funciona bem para elas, a relação deve ser estabelecida de forma democrática.  Seguindo esse princípio conquistaremos grandes parceiros.

– Elas têm interesses por temas incomuns para nosso tempo, tais como: Anjos, Astronomia, Estrelas e Deus.

– A alimentação à base de nutrientes naturais (legumes, vegetais, frutas) é extremamente importante para elas, bem como respeitar seus tempos e ritmos biológicos naturais (horas de comer e dormir)

-O açúcar deve ser evitado, uma vez que produz energia em excesso para esses seres que já possuem vibração energética elevada.

– Essas crianças são dotadas de sensibilidade perceptiva para captar nossos reais pensamentos e intenções. Dessa forma, a verdade é condição básica para desenvolver uma relação de confiança.

– Elas podem apresentar condições muito favoráveis de empatia e cooperação, dependendo da forma como são acolhidas.

– Devido à especial sensibilidade, ambientes tóxicos de qualquer ordem podem produzir desarmonias significativas nelas. Nesses casos, elas reagem bem comterapias energéticas para seu reequilíbrio.

Acima de tudo, essas crianças trazem para a humanidade a energia do “Amor” como missão especial, portanto, a melhor forma de nos relacionarmos e estabelecermos trocas produtivas com elas,  é através do acolhimento amoroso.

** Egli Solé, psicóloga, e Priscila Pazero, fisioterapeuta, são diretoras do Llumina Núcleo Terapêutico. Para mais informações acesse a página no Facebook.


Artigo- Este artigo reflete a opinião do autor e não do Organics News Brasil. O portal não se responsabiliza e nem pode ser responsabilizado pelas informações acima ou por prejuízo de qualquer natureza em decorrência dessas informações.