Documentário mostra a relação entre o Código Florestal e a crise hídrica

Antes da crise hídrica, a maioria das pessoas não se interessava pela origem da água que sai da torneira ou sobre a legislação ambiental que está diretamente relacionada com os sistemas de abastecimento.

Para preencher esta lacuna e explicar a relação entre a crise hídrica, o novo Código Florestal e o cotidiano dos brasileiros, o cineasta brasileiro André D’Elia criou o documentário A Lei da Água.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação

Produzido em 2014 em parceria com O2 Filmes, o filme retrata a importância das florestas para a preservação dos sistemas hídricos e do solo, e para a produção de alimentos.

O documentário apresenta técnicas agrícolas sustentáveis que combatem a degradação ambiental em áreas voltadas para a criação de animais ou qualquer tipo de plantio. Conta com a participação de especialistas, parlamentares e agricultores contra e a favor ao novo Código Florestal (Lei nº 12.651 aprovada em 2012 pelo Congresso) que define quais áreas de uma propriedade rural devem ser mantidas, cultivadas ou restauradas.

O advogado do Instituto Socioambiental, Raul Silva Telles do Valle; o diretor de mobilização da Fundação SOS Mata Atlântica, Mário Mantovani; o político José Sarney Filho e Antônio Nobre, pesquisador do Inpe e Inpa, estão entre os entrevistados

O longa A Lei da Água não tem fins lucrativos e é distribuído através do financiamento coletivo pelo Catarse ou Cinedebates, organizados pelos próprios cidadãos. Para saber mais sobre a iniciativa ou como você pode contribuir, acesse o site.

Confira abaixo o trailer do filme: