Reaproveitamento do lixo é tema de livro infantojuvenil

(Foto: Divulgação/ Assessoria de Imprensa)

O lixo urbano é um problema socioambiental muito sério e que precisa de atenção. De acordo com dados divulgados pela ISWA (sigla em inglês para Associação Internacional dos Resíduos Sólidos), 64 milhões de pessoas são afetadas por viverem no entorno dos lixões, que vão custar US$ 370 milhões por ano para tratamento da saúde. A associação estima que em cinco anos sejam gastos mais de US$ 1 bilhão de dólares em tratamentos de saúde e mais US$2 bilhões em danos ambientais.

Para mostrar a atual situação do lixo e os impactos ao meio ambiente, o livro infantil Vamos Cuidar do Nosso Planeta conta a história de Dime, uma barata modificada geneticamente pelos resíduos tóxicos, que contará ao leitor como reaproveitar o lixo e transformá-lo em dinheiro, e os seus conhecimentos sobre os cuidados com o meio ambiente e a preservação do planeta adquiridos dos seus ancestrais.

Escrito por Romeu Rodrigues e Walter Martins, a publicação aborda assuntos como poluição, enchentes e desperdício de dinheiro, para estimular a reflexão sobre os impactos das ações humanas no meio ambiente e as questões relacionadas à sobrevivência humana.

Toda a renda gerada com a venda do livro será revertida para o Projeto Causa Nobre, uma plataforma que divulga palestras e as atitudes de pessoas que se dedicam a causas sociais em diversos setores da sociedade.

O livro Vamos Cuidar do Nosso Planeta pode ser encontrado nas livrarias de todo o país.