Exposição mostra a versatilidade de Picasso

(Foto: Divulgação)

Nesta semana, estreou a exposição “Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem”, no Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo. A mostra apresenta uma coleção de obras que pertenceram ao próprio artista espanhol e hoje, fazem parte da coleção do Museu Picasso, em Paris, um dos mais importantes do mundo.

Composta por 153 trabalhos, sendo a maioria inédita no Brasil e 116 feitas pelo próprio artista, a exposição foi dividida em dez seções para traçar uma linha cronológica e temática, em torno das principais fases do artista, como a formação e as suas influências; o processo da geometrização das formas; o Picasso surrealista; e o processo de trabalho durante a guerra e vida doméstica.

“Esta ligação íntima e pessoal, que irriga toda a produção de Picasso, transparece de forma diferente de acordo com os vários períodos: retratos íntimos da mãe do artista ou de seu primeiro filho, Paul, celebração apaixonada da sensualidade feminina de Maria-Thèrèse Walter, denúncias intransigentes dos males causados pelos conflitos contemporâneos, da Guerra Civil Espanhola ou da Ocupação da França pelas tropas alemãs”, explicou Emilia Philippot, curadora da retrospectiva e da equipe do museu parisiense.

Para mais informações, clique aqui.

A retrospectiva “Picasso: Mão Erudita, Olho Selvagem” acontece até o dia 14 de agosto, de terça a domingo, das 11h às 20h, no Instituto Tomie Ohtake – Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo.