COP – manifestações, líderes e expectativas

O domingo teve passeata e manifestações em mais de 155 cidades no mundo para alertar às mudanças climáticas e mobilizar o mundo para a COP 21 – a Conferência do Clima, que começa oficialmente amanhã em Paris.

foto - AFP
foto – AFP

As manifestações não foram tão pacíficas: em Paris houve confronto com a polícia, pois pela imposição do ‘estado de emergência” a concentração de pessoas está proibida e mais de 200 manifestantes foram presos.

foto- Reuters
foto- Reuters

Todos os eventos paralelos à COP 21 foram desmarcados, como precaução de ação terrorista. Para simbolizar as mobilizações populares que estavam agendadas, 10 mil pares de sapatos, vindos de todos os países e de personalidades, como o Papa Francisco, foram colocados na Praça da República de Paris.

Foto - AFP
Foto – AFP

No Rio de Janeiro, jovens lembraram a tragédia da barragem de Mariana e o grande desastre ambiental que comprometeu praticamente toda a vida do Rio Doce. Em São Paulo, mesmo com muita chuva, o evento aconteceu no MASP e show no Parque do Ibirapuera.

climatechange-summit-_pilar_olivares_reuters

Chefes de Estado estão em Paris

Sob fortíssimo esquema de segurança, cerca de 150 chefes de Estado e de Governo estão chegando em Paris para a XXI Conferência do Clima da ONU  que começa amanhã oficialmente. Os representantes dos 195 países que participam da COP21 devem anunciar, em 11 de dezembro, a formalização de um acordo mundial para limitar o aquecimento global a 2°C em relação à era pré-industrial.

O presidente Obama já chegou e as propostas americanas de redução de gases de efeito estufa são as mais esperadas porque o debate sobre financiar países em desenvolvimento para conter a emissão de gases e políticas públicas deverão passar pelo crivo do Congresso Americano.

A presidente Dilma também está em Paris e o foco das discussões será a Amazônia, que voltou a aumentar o desmatamento. O Brasil tem passado por muitas mudanças climáticas: chuvas, seca, queimadas, a crise hídrica no sudeste e a degradação de rios de norte a sul.

dilma_na_franca

Enquanto isso, no mundo, a China precisou pedir que a população não saia de casa por conta da alta poluição em Pequim.

pequim

Será que ainda existe governante que não acredita nas mudanças climáticas?