Japão ratifica Acordo de Paris

(Foto: Reprodução/ Google)

Ontem (07), o Japão ratificou o Acordo de Paris, três dias após o tratado entrar em vigor internacionalmente. O país está determinado a melhorar a transparência da redução das emissões e alcançar os objetivos do acordo sobre mudanças climáticas.

Segundo o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, o Japão “fará todos os esforços para resolver a questão do aquecimento global” e vai fazer das compensações “uma tarefa de alta prioridade”.

Um dos compromissos do Japão é reduzir em 26% as emissões de carbono até 2030. Para isso, o país investirá em tecnologias que diminuam as emissões e não prejudiquem o crescimento econômico.

“A mudança climática é uma questão de agenda global de longo prazo que deve ser abordada por toda a comunidade internacional. O mundo estabeleceu um novo começo para resolver este desafio, e é crucial que todos os países reduzam continuamente a emissão de gases de efeito estufa com base no Acordo de Paris”, pediu Abe.

O Acordo de Paris é o primeiro tratado internacional para combater as mudanças climáticas e tem como objetivo manter o aumento da temperatura média global abaixo de 2ºC, em relação aos níveis pré-industriais.

** Com informações da Agência Brasil