Ban Ki-moon ressalta a importância das parcerias no combate às mudanças climáticas

(Foto: Youssef Boudlal / Reuters)

Nesta quinta-feira, o secretário-geral da Organização das Nações Unidas, Ban Ki-moon, publicou uma carta aberta no site da ONU, em que lembra a importância da união entre os países no combate às mudanças climáticas e no desenvolvimento sustentável.

Leia a carta na íntegra:

Bom dia, alekum salaam e bonjour.

Eu fiz a mudança climática uma prioridade desde meus primeiros dias no cargo. Nos últimos dez anos, tenho visto um grande progresso no nosso caminho comum em direção a um baixo nível de emissões, o clima futuro resiliente.

Nós temos provado o poder da cooperação multilateral. O Acordo de Paris é um bem sucedido novo modelo, para atender alguns dos maiores desafios da humanidade.

A ação climática irá promover o progresso em toda a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. Nós vimos o enorme potencial. Ao longo dos últimos dois anos, temos demonstrado o poder de parcerias para diminuir a transformação da ação climática.

A cúpula do clima I convocada em 2014 atraiu mais de 100 chefes de Estado e de governo, bem como 800 atores não-estatais de todos os setores da sociedade. Eles lançaram dezenas de novas iniciativas de múltiplas partes interessadas, propondo soluções climáticas concretas e acessíveis. Isto gerou uma forte ambição política por parte dos governos.

Seguindo o sucesso do Summit, nós lançamos formalmente a Agenda de Ação a COP20 em Lima, Peru.

Tenho estado animado para co-liderar a Agenda de Ação desde o início, trabalhando ao lado do Secretário-Executivo da UNFCCC e as presentes e futuras Presidentes da COP.

Paris foi a nossa próxima parada em mostrar o poder de parcerias.

Na COP21, os participantes apresentaram iniciativas climáticas de múltiplas partes interessadas, envolvendo quase 10.000 agentes de 180 países. Agora que o Acordo de Paris entrou em vigor anos à frente das expectativas, temos de implementá-lo no chão.

A Agenda de Ação é fundamental para esse esforço.

Tenho o prazer de ver tantos países africanos mobilizar a ação climática. Nosso anfitrião, Marrocos, trabalhou com uma aliança de cerca de 30 países africanos e as principais instituições de desenvolvimento para liderar a iniciativa de Adaptação da Agricultura Africana. Sou grato e admiro e respeito a liderança e o compromisso de Sua Majestade o Rei Mohammed VI em mobilizar a ação global e regional sobre as mudanças climáticas.

Esta parceria vai ajudar a criar sistemas alimentares mais resistentes no continente e promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Eu lancei diversas parcerias em cidades, resistência, financiamento privado e muito mais. Tudo apoia o desenvolvimento sustentável.

Estas são apenas algumas das muitas áreas que mostram uma grande promessa.

Cada uma delas está estimulando ideias inovadoras. Definindo metas claras. Aproveitando soluções colaborativas concretas. Compartilhando experiências e as melhores práticas. E acompanhando o progresso.

Eu encorajo todos os setores da sociedade para se envolver. Precisamos de todos. E nós precisamos de ação do local para o global.

As parcerias devem se concentrar nos resultados de hoje – e fazer progressos a longo prazo. Não temos tempo a perder, e muito a ganhar, agindo agora!

Com os impactos climáticos acelerando em todo o mundo, precisamos priorizar a adaptação ao lado da mitigação na agenda de mudanças.

Aqui, também, há muitas oportunidades. Inovações para resistir ao clima são necessárias para ajudar bilhões de pessoas se adaptarem a secas crescentes, inundações, temperaturas e outros impactos.

A adaptação não é um luxo. É um investimento prudente em nosso futuro.

As Nações Unidas vão ajudar os Estados membros e a sociedade em geral em cada etapa na realização do Acordo de Paris e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável.

Trabalhando juntos, podemos conseguir acabar com a pobreza, fortalecer a paz e garantir uma vida de dignidade e oportunidade para todos.

Obrigado. Merci. jazeelan Shoukran.

– Ban Ki-moon